Mesmo com colheita se intensificando, é o dólar quem vai ditar o rumo das cotações do milho no Brasil

Publicado em 23/07/2020 11:29 e atualizado em 23/07/2020 13:49 1377 exibições
Roberto Carlos Rafael - Germinar Corretora
Analista da Germinar Corretora acredita em mercado lento nas próximas semanas com produtores já bem vendidos e compradores abastecidos. Exportações devem deslanchar de vez a partir de agosto, com 5,7 milhões de toneladas já aguardando embarque até 15 de setembro

Podcast

Mesmo com colheita se intensificando, é o dólar quem vai ditar o rumo das cotações do milho no Brasil

Download

LOGO nalogo

A colheita da segunda safra de milho segue avançando pelas principais regiões produtoras do Brasil, mas esta chegada de novos volumes no mercado ainda é restrita e não mexe com o mercado do cereal no país.

Segundo o analista de mercado da Germinar Corretora, Roberto Carlos Rafael, o que vai definir a trajetória do preço do milho continua sendo o dólar e sua cotação ante ao real. Inclusive as desvalorizações acompanhadas nos últimos dias têm como fator desencadeante o recuo da moeda americana no câmbio.

Rafael destaca que o balizador dos preços no mercado físico são as cotações dos portos, que são formados pela equação preço de Chicago + prêmio + dólar e hoje ficam ao redor de R$ 47,00 reais, após chegar em R$ 51,00 na última semana.

Sendo assim, as movimentações do milho norte-americano na Bolsa de Chicago (CBOT) também precisam estar no radar dos produtores brasileiros. O analista acredita que as cotações tendem a ficar mais calmas a partir de agora, pelo menos até setembro, quando a China pode voltar as compras e mexer com a demanda.

Outro ponto que mereceu o comentário de Rafael foi o volume de cerca de 40 milhões de toneladas já negociadas desta atual segunda safra, que é estimada entre 72 e 73 milhões de toneladas. Este cenário deixa os produtores bem vendidos e capitalizados e os compradores já abastecidos. Com isso, as próximas semanas tendem a ser mais tranquilas e com poucas necessidades de novos negócios.

Confira a íntegra da entrevista com o analista de mercado da Germinar Corretora no vídeo

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário