HOME VÍDEOS NOTÍCIAS METEOROLOGIA FOTOS

Embrapa revisa Zoneamento Agrícola do milho safrinha e algumas regiões vão ter menos prazo para o plantio

Publicado em 09/10/2020 11:07 e atualizado em 10/10/2020 19:12 3213 exibições
Balbino Evangelista - Analista de Pesquisa da Embrapa Pesca e Aquicultura
Pesquisador da Embrapa explicou a mudança nos critérios de avaliação de risco da cultura e a revisão do zoneamento da segunda safra de milho em todo o Brasil. Na pratica, produtor ainda pode plantar fora da janela, mas terá que arcar com os riscos com recursos próprios

Podcast

Redução do zoneamento para o milho safrinha em Pato Branco/PR foi motivada por alto risco climático, diz Embrapa

Download

LOGO nalogo

O Zoneamento Agrícola para a segunda safra de milho foi revisto em diversas regiões do Brasil. Com isso, algumas localidades tiveram as datas limite de plantio postergadas, enquanto outras foram antecipadas.

O analista de pesquisa da Embrapa, Balbino Evangelista, explica que houve uma atualização de ferramentas e um aperfeiçoamento dos dados e da metodologia utilizadas na determinação das datas.

Uma das localidades que teve seu zoneamento encurtado foi Pato Branco/PR, que até a safrinha passada podia plantar o milho até 10 de fevereiro, mas nesta próxima terá apenas até 31 de janeiro, conforme alertou o presidente do Sindicato Rural do município Oradi Caldato.

Leia Mais:

+ Pato Branco/PR aproveitou chuvas dos últimos dias e já plantou 12% da safra de soja

Neste caso específico, Evangelista pontua que a redução do zoneamento aconteceu devido ao alto risco climático da segunda safra de milho. Segundo o levantamento da Embrapa, um milho com ciclo de 100 dias pode chegar até em 150 dias devido ao clima e sofrer com geadas e perdas.

O pesquisador ressalta que o zoneamento agrícola não impede o plantio fora das datas indicadas, desde que o produtor arque com os riscos com recursos próprios. “O zoneamento não é impeditivo, ele é indicativo. Se o produtor quiser arriscar do próprio bolso ele pode, mas para ter um amparo de seguro, por exemplo, ele precisa seguir a janela”, afirma.

Por fim, Evangelista comenta que, depois de finalizado o estudo da Embrapa, ele é apresentado em uma reunião aberta com a presença de representantes dos setores produtivo e financeiros, antes ser publicado pelo Ministério da Agricultura e passar a valer.

No caso de Pato Branco/PR, a medida já publicada e valendo. O produtor que quiser chegar o zoneamento em sua região específica pode acessar o site do MAPA ou procurar auxílio das Cooperativas e Sindicatos Rurais.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário