Curva de contágio por coronavírus tende a começar a cair na próxima semana, diz Osmar Terra

Publicado em 30/04/2020 15:32 e atualizado em 01/05/2020 19:54 8132 exibições
Osmar Terra - Deputado Federal - MDB/RS
Coronavírus no Brasil - Entrevista com Osmar Terra - Deputado Federal - MDB/RS

Podcast

Coronavírus no Brasil - Entrevista com Osmar Terra - Deputado Federal - MDB/RS

Download

LOGO nalogo

Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o médico Osmar Terra (deputado federal pelo MDB/RS), explicou que, com base em suas experiências epidemiológicas anteriores ao coronavírus, as medidas tomadas atualmente -- como o isolamento social para toda a população -- não possuem tanta eficácia quanto se imagina.

--"É um vírus novo, que ninguém tem resistência contra ele; e sua velocidade de contágio deve-se ao número de pessoas que já se contaminam, mas que são assintomáticas", disse.

Segundo Osmar, esse tipo de epidemia se espalha de maneira muito rápida, criando uma curva de contágio com grande velocidade. Após o pico, os infectados vão naturalmente criando anticorpos, dificultando a circulação do vírus.

-- "É um debate muito intenso essa questão de manter ou não a população em quarentena permanenete, pois o vírus já foi propagado pelo Brasil muito antes do isolamento social", alertou.

--"Portanto, não faz o menor sentido as pessoas ficarem retidas em suas casas, com o vírus se propagando tão velozmente. Basta que um membro dessa família saia do isolamento para que, na volta, traga o vírus para dentro de casa".

Osmar Terra defende o retorno das crianças às aulas nas escolas, que as pessoas circulem nas ruas - para receber luz solar -  e que as casas possam receber ventilação, e não ficarem fechadas, contaminando a todos".

A prova, segundo o médico Osmar Terra, são os gráficos de contaminação que demonstram que as medidas de isolamento não "achataram" a curva.

--"Ao contrário, só fizeram aumentar"... Medidas de afastamento, de higiene pessoal (como lavar as mãos), e de limpeza domiciliar (lavar os pisos e terraços das casas com água e sabão), são atitudes profiláticas que diminuem a possibilidade de contágio, recomendou o médico.

Osmar Terra diz que a epidemia vai diminuir naturalmente, e essa diminuição já se iniciou. "A redução no n.o de mortes, que é o que importa, começa a ceder, e até o final de maio, começo de junho, a epidemia será praticamente imperceptível".

Osmar Terra mostra que a curva de contágio tende a começar a cair na próxima semana,

grafico curva coronavirus

"Chega de assustar as pessoas", diz Osmar Terra. "A mídia  mais aterroriza que ajuda" no combate ao Coronavírus

No dia em que o Brasil deve superar o número oficial de mortos anunciados pela China, com mais de 4.600 vítimas fatais do coronavírus, o ex-ministro da Cidadania Osmar Terra voltou a criticar as quarentenas em vigor no País.

Numa rede social, Terra voltou a dizer que o isolamento social não tem ajudado a segurar o aumento explosivo de pacientes de covid-19 em hospitais.

--“Para que era mesmo a quarentena imposta pelos governadores? Para achatar a curva de progressão do coronavírus? Pois é... não aconteceu. A quarentena não reduziu um caso da doença e está quebrando o país, inutilmente! Vejam (acima) a progressão da curva no Brasil em 45 dias. Parece achatada? Não”.  

Confira a publicação original aqui

osmar destaque 1

osmar destaque 2

Por:
João Batista Olivi e Ericson Cunha
Fonte:
Notícias Agrícolas

2 comentários

  • Paulo Afonso Anezi Junior

    Balela. Só vai confirmar se chegou ao pico ou não após a curva de distribuição normal se concretizar. Até agora isso não passa de uma hipótese. Vocês acusam a globo de ser tendensiosa, mas esse site só traz noticias tendenciosas sem qualquer viés jornalístico. Sejam imparcial. Tratem a possibilidade de reversão da cirva como uma hipótese, pois não é nada mais que isso, e com pouquíssimas chances de ocorrer. Vocês sabem como seria a curva se não tivessemos em isolamento? O Osmar Terra sabe? NÃO.

    44
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Paulo Afonso, o sr. cita as alternativas "isolamento X não isolamento" e toma partido pelo isolamento. De acordo com seus "achismos", o sr. apedreja aqueles que não estão alinhados ao seu "lado"... Cuidado! ... Veja, o que diz Yoran Lass, um médico israelense e ex-diretor geral do Ministério da Saúde em Israel: "A Itália é conhecida por sua enorme morbidade em problemas respiratórios, mais de três vezes do que qualquer outro país europeu"... E para você pensar, há uma outra frase citada por ele: "O coronavírus, pelo contrário, é um vírus com relações públicas".

      14
    • Paulo Afonso Anezi Junior

      Amigos, algumas constatações sobre a epidemia: não tomei partido por isolamento ou não isolamento. O que sabemos até agora é que o vírus foi mais danoso em países que iniciaram o isolamento mais tarde. Sabemos também que se comporta de formas diferentes em cada país, por interações sociais, características socioculturais distintas, aparelhamento adequado do sistema de saúde (e sabemos que existem graves problemas de saúde no Brasil, especialmente para os pobres). Isto posto, é insanidade do Osmar Terra inferir que a curva esteja chegando ao ápice já que nenhum gráfico oficial do governo confirma isso, até o momento. Não estou apedrejando ninguém, só estou citando que, como todos acusam a Globo de se posicionar por um lado e tocar o terror, este site faz o mesmo em todas as matérias também (só que do outro lado). Cada um deve saber ler, interpretar e filtrar as informações que recebe. E continuo dizendo que a possibilidade de reversão da curva de contágio é apenas uma hipótese. nada mais que isso.

      15
    • Itamar Tafarel Coronel Vivida - PR

      Fontes do sr Rensi: Jornal da Cidade Online e Gazeta do Brasil. kkkkkkkkk

      10
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. ITAMAR... Pelo menos tenho a humildade de colocar alguns artigos que leio para formar minha opinião. Mas eu o invejo pois você não precisa ler, ouvir ou ver para formar uma opinião... Deve ser um ente onisciente e onipresente... PARABÉNS ! TU ÉS REI !!!

      2
    • Itamar Tafarel Coronel Vivida - PR

      Não se preocupe comigo não sr Rensi, sou apenas um "bocó", um colono "grosso" aqui da roça, mas gosto de visitar estas páginas para ver o que as pessoas pensam. Me divirto muito lendo o que o sr e os seus pares escrevem, as vezes penso: será que eles realmente acreditam nesta besteirada toda que eles escrevem?

      7
  • Tiago Gomes Goiânia - GO

    Tomara que Osmar Terra esteja certo dessa vez. Até o momento ele errou todas as previsões sobre a doença, já virou piada inclusive. Negacionismo e chute não resolvem nada. Sugiro o notícias agrícolas que leve um infectologista para tratar do tema, não sei a especialidade do Osmar Terra, mas percebe se que ele não tem muita familiaridade com o assunto.

    27
    • adegildo moreira lima presidente medici - SC

      Pelo que observo, no mundo todo existe só palpite, muitos especialistas disseram que o Brasil teria entre 300.000 a 1.000.000 de mortes pelo coronavirus e que no dia 01 de maio já estariamos com 15.000 mortes..., A russia e India que todos diziam que haviam atuado de forma eficiente e eram exemplos ja apresentam uma evolução de casos muito preocupantes. A Alemanha que é exemplo de eficiencia no combate ao virus e destaque mundial, tem menos que a a metade da população do Brasil e ja se encaminha para 7.000 mortos. Parece que existe no Brasil, principalmente por muitos meios de comunicação, uma enorme torcida para que o numero de mortos seja imenso para que possam culpar este ou aquele..., a preocupação com o povo, com a saude , seu sofrimento nao passam dos discursos. Agora se preocupam que os hospitais vao ficar cheios, nas ultimas decadas houve algum periodo de hospitais organizados eficientes e vazios? Pura hipocrisia.

      4
    • Paulo Afonso Anezi Junior

      Adegildo. Torço para que tenhas razão. Mas no Brasil, devido à ineficiência do sistema de saúde, pode estar também acontecendo uma sub-notificação imensa de mortes. Mas isso só saberemos ao final da epidemia. Agora não é momento de conclusões e sim de se proteger. Eu trabalho em serviço essencial de fiscalização e não posso, mas sugiro que todos se protejam ao máximo. Hoje já temos diversas indústrias em vias de suspensão de atividades por um alto número de trabalhadores contaminados. Então, todo cuidado é pouco. Espero, sim, que tudo seja apenas uma tempestade em copo d'água da imprensa sensacionalista, mas isto só vamos saber após a epidemia se acalmar. Por enquanto o que sei: mais de 5.000 mortes para mim é muita coisa, sim.

      7
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. Tiago, qual é a base cientifica que o distanciamento social deve ser de 70%? ... Ou, você não escuta esse dogma inventado pelas autoridades paulistas? ... Leia esse trecho, parte do artigo que vou colocar abaixo: ...Voltando à Alemanha, temos o radiologista, ex-presidente da Associação Médica Alemã, Frank Ulrich Montgomery.

      Com efeito, ele é também diretor da Associação Médica Mundial. Segundo ele, "não sou fã do lockdown. Qualquer um que impõe algo assim deve também dizer quando e como ele terminará. Uma vez que assumimos que o vírus estará conosco por muito tempo, me pergunto: quando retornaremos à normalidade? (...) A Itália impôs um lockdown e ele causou o efeito oposto. Eles rapidamente atingiram os limites de sua capacidade, mas não frearam o avanço do vírus dentro do lockdown". ... ... ... Não vou mais escrever "o que eu acho" ... .... ... ... http://rota2014.blogspot.com/2020/05/a-ciencia-contra-o-isolamento-social.html

      5
    • adegildo moreira lima presidente medici - SC

      Hoje a OMS anunciou que o metodo adotado pela Suecia deveria ser observado pelos outros paises, os suecos nao fecharam tudo como espanha, portugal , frança e italia.

      1