O que há por trás da questão indígena: criar 600 reservas? Travar metade do território nacional? Ou manter dinheiro nas ONG's?

Publicado em 21/06/2019 15:36 e atualizado em 22/06/2019 08:45
4664 exibições
Entrevista com Rodinei Candeia, Procurador do Estado do RS, e participante da equipe de transição do Governo Bolsonaro / questão fundiária.
Rodinei Candeia - Procurador do Estado do Rio Grande do Sul

Podcast

Entrevista com Rodinei Candeia - Procurador do Estado do Rio Grande do Sul sobre o Questões Indígenas

Download

 

LOGO nalogo

O Notícias Agrícolas conversou com Rodinei Candeia, procurador do Estado do Rio Grande do Sul, a respeito da questão indígena, após o presidente Jair Bolsonaro decidir que as novas demarcações não sejam feitas pela Funai e, sim, pela Secretaria de Assuntos Fundiários, que é operacionada pelo Incra.

Candeia participou da equipe de transição do governo Bolsonaro, colaborando em questões referentes a órgãos ligados ao setor, inclusive o próprio Incra.

João Batista Olivi, que comanda a entrevista, ressalta que existem 600 novos pedidos de áreas indígenas no âmbito da Funai, que tomariam de 20 a 30 milhões de hectares no país.

Acompanhe a entrevista completa no vídeo acima

Leia mais: Nova medida provisória põe demarcação de terra indígena na Agricultura

Quatro partidos vão ao STF contra manutenção de demarcação indígena na Agricultura (em O Antagonista)

A manutenção da demarcação de terras na Agricultura, reeditada em nova medida provisória de Jair Bolsonaro, mobilizou Rede, PT, PDT e PPS.

Os quatro partidos recorreram ao STF, alegando que o Congresso determinou a volta da atribuição para o Ministério da Justiça na votação da reforma administrativa.

Por isso, alegam que o presidente não poderia vetar o trecho e editar nova MP com o mesmo objetivo.

Ruralistas trabalham para aprovar medida que deixa demarcação indígena com a Agricultura (Folha/coluna Painel)

A fórceps -- A despeito dos questionamentos sobre a legalidade da nova medida provisória de Bolsonaro que realoca a demarcação de terras indígenas no Ministério da Agricultura, os ruralistas trabalham pela aprovação da proposta no Congresso.

Tu o dizes -- Um representante do grupo lembra que a Frente Parlamentar da Agropecuária tem 243 deputados e exalta a frase do presidente: “Quem manda sou eu”.

Cabo de guerra -- A oposição pressiona o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a devolver a polêmica medida provisória, mas há articulação dos dois lados –a ministra Tereza Cristina esteve com ele na quarta (19).

Por: João Batista Olivi
Fonte: Notícias Agrícolas

6 comentários

  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Vamos lá..., o comentarista JCosta nos diz que a soberania nacional deve ser passada para organismos internacionais como a ONU por exemplo. Não, JCosta, a humanidade não é soberana, o Brasil é, e é dos brasileiros, e não é não. Mas quero destacar outra coisa importante que o João Batista Olivi nos mostra com essa reportagem: a bancada ruralista quando quer, aprova o que quiser. Mas então como é que estamos nessa de discutir se a rede pública deve financiar aborto para as "cachorras" que pegam cria nos baile funk? Veja vem caro amigo, não é pouca coisa, eles querem que você pague o aborto para elas, se possível um "aborto" como aprovado nos EUA, até os 9 meses. Como é possível que o senado derrube o decreto que acaba com o desarmamento? Dentro dessa bancada está cheio de melancia, defendem pautas como a expansão da agricultura, mas com o dinheiro dos contribuintes, quem não quer isso tem obrigação de identificar tais malandros e nunca mais votar neles ou em quem indicam. Sobre os partidos, comecem a reparar, cada um segue uma linha, um combate a favor de uma pauta, outro contra, às vezes se unem, às vezes se dividem e vão uns contra os outros, mas sempre mantendo uma linha geral, que é a almeja por militantes como JCosta, o domínio total sobre a economia, sobre a sociedade, sobre a politica, o que trocando em miúdos é a escravização total dos brasileiros, a subordinação absoluta aos interesses de multinacionais muito bem representadas por eles, além das entidades, organismos, ONGs etc..

    2
  • ademar edo schmidt TRES DE MAIO - RS

    Bom, pelo que tenho visto de reserva em outros países, elas sim existem, mas portanto em áreas não produtivas, bem ao contrário da nossa. Minha gente, quem não produz tem direito à terras produtivas?

    0
  • Mônica Corrêa Aquidauana - MS

    Justiça aos produtores invadidos! Há terra para todos, não precisam invadir, depredar, queimar lavoura e maquinário e nem espancar produtor.

    2
    • EDMILSON JOSE ZABOTT PALOTINA - PR

      O objetivo destas ONGs , PT , PSOL e demais partidos ligados a esquerda , é dificultar o Brasil de ser a maior Potência do Mundo na Produção de Alimentos . E principalmente usar estes povos como massa de manobra para pegar dinheiro e sustentar a máquina destes partidos e de seus líderes . E para quem ainda não entendeu , estes movimentos de invasões , estão ocorrendo somente em áreas Nobres , já desenvolvidas , onde já não é mais ambiente para o Indígena que quer voltar ou ter sua cultura preservada .

      A mídia tem mostrado povos ( aldeias) onde estes também já desenvolveram a Agricultura com tecnologia e precisão e estão felizes . Neste caso só cesta faltando políticas públicas para que eles possam continuar.

      O Governo precisa endurecer muito e pesado nas questões de invasões dar um basta .

      Identificar os que estão usando estes povos , identificar os não índios punir duramente , com isso irá acabar está indústria das invasões e desmandos .

      1
  • J. D.Costa Pato Branco - PR

    Respondendo a questão da manchete. Qual das opções preserva a fauna e flora? É essa que interessa a humanidade. A humanidade é soberana. Não vai permitir outro caminho. Travar o avanço agrícola é fundamental. Daqui pra frente NÃO! E "não" é "não"!!

    Encher ONGs de dinheiro é fundamental para que façam a frente sem interferência politica de ruralistas Irresponsáveis, o que não é o caso de todos, claro.

    140
    • carlo meloni sao paulo - SP

      E' preciso extinguir a FUNAI e libertar os indios... E' preciso civiliza-los, ao invez de mante-los numa especie de zoologico... Os indios precisam se emancipar, como todo e qualquer ser humano.

      3
    • gerd hans schurt Cidade Gaúcha - PR

      Senhor J.D.Costa, Como produtor rural, só tenho a lamentar o seu posicionamento em seu comentário. Com certeza o Senhor não pertence à classe que tira da sagrada terra com muito suor o alimento para por sobre a sua mesa. A nossa classe, de produtores rurais, com certeza lamento muito o seu posicionamento em comentário irresponsável.

      4
    • J. D.Costa Pato Branco - PR

      Não se façam de "santo". Como vegetariano, vivo da pequena agricultura familiar. Nao como soja nem milho e nada que vcs plantam aí pra cima. Monocultura só enriquece quem planta para exportar. Não pagam impostos sobre a renda. Burlam tudo o que podem. Tem juros de pai pra filho e vem arrotar arrogância pra cima de mim. Querem civilizar índios? Quer dizer que querem tira-los daquele mato e colocá-los aonde? Num condomínio "minha oca minha vida" ???

      Hipócritas. Querem as terras. Antigamente compraram um hectare por uma carteira de cigarro... E querem de novo de graça? Vcs não passarão por cima do que resta do meio ambiente.

      44
    • marco antonio miguel Cuiabá - MT

      Sr J.D.Costa, seu conhecimento do setor agropecuário nacional parece bastante impregnado de ideologia, que é um direito que lhe assiste, porém rotular os produtores de hipócritas, arrogantes, me parece um tanto fora do tom...

      As conquistas alcançadas pelos produtores que deixaram suas regiões para arriscarem-se nas fronteiras agrícolas não pode e não deve ser taxada como oportunismo, assim como pregar que os juros são de "pai para filho", penso que isso é verdade apenas para a agricultura familiar, através de programas com juros negativos ou a fundo perdido como o PRONAF, no qual vc talvez se encaixe.

      Entendo que a população indígena tenha direito a terra, porem há limites e bom senso, privar os demais brasileiros de alcançarem qualidade de vida através do crescimento da economia do país tbem não é justo, viaje mais, busque outros modelos de integração dos povos indígenas com a população dos países onde vivem e talvez consiga enxergar que o modelo brasileiro não é o melhor, está contaminado por ideologia de esquerda e tem como único objetivo garantir massa de manobra e dinheiro através de ONG's.

      Vivo no centro oeste há muitos anos e conheço a realidade indígena, onde muitas tribos passam fome, tem índices de mortalidade infantil muito mais altos que nas populações urbanas e isso porque as verbas repassadas a ONG's e FUNAI não chegam onde precisam chegar, são desviadas no meio do caminho.

      Saia da sua zona de conforto, ande pelo Brasil..., viagem (Conhecimento) cura a ignorância.

      3
    • Chico Spina Tasso Fragoso - MA

      J.D.COSTA...Pelo seu comentário chego à conclusão de que você não passa de um imbecil, com o devido respeito aos imbecis. Você deveria estar preso junto com o teu chefe maximo, o LULADRÂO (um peso morto na face da terra).... JDCosta, vá pra Venezuela....

      1
    • Fábio Augusto Gouveia Araguari - MG

      Senhor J.D. Costa, aqui é um site sério..., este seu comentário só serve para comédia mesmo!

      1
    • J. D.Costa Pato Branco - PR

      Os produtores que vem aqui se defender, atacando, são justamente os que não representam a maioria, mas, e uma minoria retrógrada, com espírito de desbravador do seculo XVIII que acham que a terra é infinita, plana e a Selva, a natureza são um entrave para a plantação de soja... Portanto quem é motivo de ridicularização, são vocês. Não aqui nesse ambiente corporativista, mas, em qualquer ambiente neutro. Esse site não está publicando minhas respostas.

      20
  • Samoil Ivanoff Querencia - MT

    Tomara que Deus ilumine cabeça de alguns brasileiros patriotas e que consigam evitar essa tragédia com o nosso Brasil

    2
  • Virgilio Andrade Moreira Guaira - PR

    Estah na hora de acabar com esta festa, e reverter metade das reservas criadas. Raposa Terra do Sol,, Suiá Missu e etc....

    5
    • J. D.Costa Pato Branco - PR

      Bandidagem do campo quer acabar com reservas ambientais. Vcs deveriam ser presos.

      87