Sem nenhum movimento que indique volta às compras dos chineses, soja em Chicago aguarda divulgação de regras definidas em trégua

Publicado em 04/12/2018 17:32 e atualizado em 04/12/2018 18:33
2107 exibições
Após as últimas altas da soja em Chicago, produtores americanos e brasileiros aceleraram vendas, motivo que também impede evolução mais rápida dos preços
Jack Scoville - Analista da Price Futures Group

Podcast

Entrevista com Jack Scoville - Analista da Price Futures Group sobre o Fechamento de Mercado da Soja

Download

 

LOGO nalogo

Diante de um mercado da soja apresentando apenas altas tímidas prestes ao encerramento da sessão na Bolsa de Chicago (CBOT), o Notícias Agrícolas conversou com Jack Scoville, analista da Price Futures Group, a respeito dos dias que sucedem a trégua entre China e Estados Unidos na guerra comercial.

Scoville destaca que os produtores norte-americanos começaram a vender um pouco mais de soja e, por isso, o mercado opera próximo dos níveis de fechamento da última sexta-feira.

Além disso, as notícias a respeito da demanda chinesa e da comercialização efetiva entre os dois países após a trégua ainda são incertas. Seria necessário que houvesse uma compra de fato, mas nada ainda está confirmado até o momento. Os próximos 90 dias serão, portanto, de espera.

Há perdas nos campos em consequência das chuvas que podem trazer problemas para a oferta, mas esse fator deve se fazer mais presente para o milho. De resto, os produtores devem vender e buscar subsídios do governo norte-americano.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário