Diferentes cultivares de soja atingem produtividades entre 20/30 sacas até 60/70 por hectare em Itambé (PR)

Publicado em 21/01/2019 16:35 e atualizado em 22/01/2019 05:46
3384 exibições
Trabalho realizado pela Cooperativa de Mandaguari efetivou plantio de 30 diferentes cultivares de soja na mesma propriedade na cidade de Itambé/PR e obteve resultados diversos mesmo com ação da seca no Paraná.
Valdir Edemar Fries - Produtor Rural - Itambé-PR

Podcast

Entrevistas com Valdir Edemar Fries - Produtor Rural - Itambé-PR sobre o Reação das variedades de soja com a estiagem

Download

LOGO nalogo

Em momentos de dificuldades climáticas, como a falta de chuvas enfrentada pelo Paraná nesta safra de soja 2018/19, as escolhas e ações dos produtores ganham ainda mais importância para a obtenção de resultados satisfatórios nas lavouras. Pensando nisso, a Cooperativa de Mandaguari realiza trabalho na cidade de Itambé/PR com o plantio de diversos tipos de cultivares de soja.

No dia 25 de setembro de 2018, foram plantadas 30 cultivares na mesma propriedade da cidade. De lá pra cá, o desenvolvimento das plantas aconteceu de maneiras diversas na lavoura. “O dia de campo tem objetivo de realizar pesquisa das cultivares de soja e poder difundir aos produtores rurais. Pudemos analisar, com toda essa diversidades climáticas, o potencial produtivo de cada uma em relação a tecnologia aplicada na área”, conta Valdir Edemar Fries, produtor rural de Itambé que teve sua propriedade como sede da pesquisa.

Com os mesmos tipos de manejo e níveis de tecnologia aplicados em todas as cultivares, a soja apresentou uma grande gama de níveis de produtividade. “A escolha da cultivar é um fator que tem provocado perdas significativas em anos como esse de estiagem como aconteceu. As cultivares plantadas no mesmo dia, conforme a gente demonstra aqui no campo com essas 30 cultivares, nós temos produtividade de 20/30 sacos por hectare e teremos produtividade de 60/70 sacos mesmo em uma ano agrícola com tanta dificuldade e escassez de recurso hídrico disponível no solo”, conta Fries.

Confira a entrevista completa e as imagens das diferenças entre as cultivares no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário