Colheita da soja atinge 20/30% da área em Mineiros/GO e plantio do milho já registra 15/25% do total

Publicado em 30/01/2019 10:07 e atualizado em 30/01/2019 11:47
1311 exibições
Após veranico em dezembro, região registra produtividade média de 48/50 sacas por hectare contra as 60 atingidas no início da safra passada. Clima no momento ajuda e expectativa é boa para o milho.
Ionaldo Morais Vilela - Diretor do Sindicato Rural de Mineiros/GO

Podcast

Entrevista com Ionaldo Morais Vilela - Diretor do Sindicato Rural de Mineiros/GO sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

A colheita de soja na cidade de Mineiros no estado de Goiás já atingiu cerca de 20 a 30% do total da área plantada nessa safra 2018/19. Essas primeiras áreas finalizadas vem registrando uma queda na produtividade com relação às 60 sacas por hectare atingidas de média no início da colheita da última safra.

“Esse ano, como tivemos um veranico muito forte em dezembro, a nossa produtividade está um pouco a baixo do normal que vinha acontecendo nos anos anteriores. Temos áreas que produziram melhor, outras que produziram pior, mas na média de 48/50 sacas por hectare”, conta Ionaldo Morais Vilela, diretor do Sindicato Rural de Mineiros/GO.  

Ao passo que a colheita avança pelo município, os trabalhos de plantio do milho safrinha também se adiantam e registram entre 15 e 25% do total de área prevista já implementada. “O clima aqui nessa época está bom, chove bem, mas temos um tempo bom para colher e plantar. Então estamos com um expectativa de uma produção boa do milho de segunda safra”, conta Vilela.

Com os preços atuais, tanto da soja quanto do milho, não remunerando o produtor da maneira esperada, o diretor do Sindicato Rural aconselha que os agricultores da região de Mineiros/GO tenham cautela e busquem negociar melhores preços para a venda e condições melhores para adquirir insumos, principalmente com relação à tabela de frete, que vem sendo um sério problema no caixa do produtor.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por Guilherme Dorigatti
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário