Sapezal/MT registra queda de 10/12% na produtividade da soja; colheita na reta final

Publicado em 08/02/2019 11:51 e atualizado em 08/02/2019 14:30
962 exibições
Plantios da segunda safra avançam com boas perspectivas para o algodão e apreensão para o milho, que teve área reduzida devido a aumento de custos e baixa remuneração.
José Guarino Fernandes - Delegado e Conselheiro Fiscal da Aprosoja/MT

Podcast

Entrevista com José Guarino Fernandes - Delegado e Conselheiro Fiscal da Aprosoja/MT sobre Acompanhamento Safra de Soja e Milho

Download

LOGO nalogo

O ritmo dos trabalhos de colheita da soja na região de Sapezal/MT está acelerado. Já são cerca de 85% do total da área colhida no munícipio e de 70 a 75% na região. Até o momento, os veranico de dezembro e janeiro e o intenso calor tem prejudicado a produtividade das plantas que está com média de 53/54 sacas por hectare, algo em torno de 10/12% menor do que a registrada na safra passada.

“Nós tivemos alguns veranicos no decorrer do desenvolvimento da planta e excesso de calor nos últimos meses estão diminuindo a produtividade em torno de 10 a 12%, até 15%, a menos do que o ano passado”, diz José Guarino Fernandes, delegado e conselheiro fiscal da Aprosoja MT.

Com o avanço rápido da colheita, que deve ir até o dia 20 de fevereiro, os trabalhos de plantio das safrinhas segue adiantado também. A região é uma das principais produtoras de algodão, que registrou aumento na área cultivada sobre a diminuição do espaço destinado ao milho segunda safra.

“A colheita da soja acontece e a plantadeira já vai atrás. O algodão, que o município tem hoje mais de 200 mil hectares, e também temos o milho em torno de 70/80 mil hectares. A regularidade das chuvas aconteceu com a virada do ano e está norma para o período”, conta Fernandes.

Confira a íntegra da entrevista no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário