Colheita de soja em Itapeva/SP deve acabar ainda em fevereiro e queda na produtividade já é de 30%

Publicado em 20/02/2019 11:10 e atualizado em 20/02/2019 13:52
324 exibições
Clima seco e com altas temperaturas prejudicou o desenvolvimento das lavouras que apresentam média de 50 sacas por hectare contra as 70/75 da safra passada. Início da safrinha de milho também sofre com as condições climáticas adversas.
Dagoberto Mariano César - Presidente do Sindicato Rural de Itapeva/SP

Podcast

Entrevista com Dagoberto Mariano César - Presi. Sindicato Rural de Itapeva/SP sobre o Acompanhamento Safra de Soja e Milho

Download

LOGO nalogo

Os trabalhos de colheita da soja ainda estão no começo no município de Itapeva em São Paulo, mas deve ser intensificados e acabar, em sua maioria, ainda no mês de fevereiro. Até o momento, os produtores locais estão registrando quedas de 30% na produtividade média, que gira na casa das 50 sacas por hectare, contra as 70/75 registradas na safra passada.

“Nós tivemos um clima muito seco e o agravante de altas temperaturas junto. Isso veio a ocasionar uma perda em torno de 30% em relação à safra anterior. Realmente está consagrada essa perda, teve áreas que você teve mais, áreas que tiveram menos, mas você vai chegar na média geral da região de 30% de perdas”, conta Modesto Mariano César, presidente do Sindicato Rural de Itapeva/SP.

Com essa queda de produtividade e o mercado não ofertando preços atrativos até o momento, os produtores de Itapeva se preocupam sobre fechar as contas nessa safra e alguns já recorrem até mesmo para os seguros agrícolas, conforme apontado por César.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por Guilherme Dorigatti
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário