Preços com tendência de alta para soja, milho e boi..., bom momento para as opções a futuro

Publicado em 07/03/2019 14:40 e atualizado em 07/03/2019 21:58
3143 exibições
Marcos Araújo, da Agrinvest diz que o momento é ideal para o produtor garantir a margem de lucro
Marcos Araújo - Analista da Agrinvest

Podcast

Preços em alta para soja, milho e boi, bom momento para as opções a futuro

Download

 

LOGO nalogo

Nesta quinta-feira (07), o Notícias Agrícolas conversou com Marcos Araújo, analista da Agrinvest, para destacar a tendência de alta na soja, no milho e no boi gordo - que, no entanto, não vem sendo refletida nos negócios do mercado físico.

Para isso, Araújo recomenda os produtores a investirem em operações no mercado futuro, para que, ao realizar negócios, não seja perdido o dinheiro que poderia ter sido ganho.

São duas as principais ferramentas: a call, que é a opção de compras e funciona como um seguro de alta e a put, que é um seguro de baixa. Com o auxílio dessas ferramentas, a tomada de decisão pode ser um processo mais fácil e com boa lucratividade.

Confira a entrevista completa no vídeo acima

 

Por: João Batista Olivi e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

3 comentários

  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Em outras palavras, quem usa opções é quem define o preço de venda, e não o mercado. Então, as opções são ferramentas (ou instrumentos) que permitem que o produtor escape das oscilações do mercado. Tem um custo, mas o custo é bem menor que o risco.

    0
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Pessoal, quero colaborar com o Marcos Araújo e com o João Batista. Como o Marcos falou, uma "call" é uma opção de compra, então para não falar em portugues,quando adquirimos uma opção de compra ou vendemos uma opção de compra, dizemos comprar uma call ou vender uma call -- que significa a mesma coisa... Quem vende uma opção de compra ou call aposta na baixa, quem compra uma call ou opção de compra, aposta na alta... Então quem compra uma call, compra de um agente que aposta na baixa e pede um premio pela obrigação de pagar, em caso de alta, ao outro agente, o valor da alta acima do strike que é o preço de exercicio no vencimento do contrato. Tudo que for acima do strike, ou preço de exercicio, o lançador que é o sujeito que vendeu a call, tem obrigação de pagar... No exemplo da entrevista, feito pelo Marcos, o lançador da call acredita que o preço não vai subir acima de 9,70 e lança a opção por acreditar que vai baixar, já quem comprou a opção em caso de baixa, perde o premio (lembrando que é melhor que perder na call do que a soja estocada). Outra coisa, o seguro que o Marcos fala, comparando com carros, é um seguro do preço, ou seja o comprador da call fica seguro que vai participar da alta que ocorrer, desde que o preço fique acima do strike. Aparentemente é uma coisa muito complicada mas não é... na primeira compra de opção que o produtor fizer já vai dominar todos esses conceitos e definições. Como disse o João Batista, quem compra opção já definiu o que quer do mercado.

    0
  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

    Assistindo o vídeo, vejo a persistência do Sr. João Batista em ajudar os produtores rurais a obter uma condição segura nas incertezas de mercado.
    O produtor rural tem uma grande afinidade com o físico mas, quando o assunto é financeiro, aí a "porca torce o rabo". O Sr. João vem de longa data tentando esclarecer um número maior de pessoas que mexem com a terra e, falando nisso, coloco uma frase de um grande pensador e filósofo chinês.
    "Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha". Confúcio.
    Sr. João, a sua persistência o tem colocado no alto dessa montanha que você está construindo, por isso é que você sempre está visualizando novos caminhos e, passando para os ouvintes do N.A.
    .... "E VAMOS EM FRENTE" ! ! ! ....

    0