Soja: Disparada do dólar aumenta competitividade e Brasil fecha bons negócios nesta 4ª

Publicado em 27/03/2019 17:14 e atualizado em 27/03/2019 17:57
1387 exibições
Hoje, atuação comercial brasileira tem sido um fator de elevada importância na formação dos preços globais de soja. Parte das baixas de mais de 12 pts na Bolsa de Chicago foram motivados por essa maior participação do Brasil nos negócios, enquanto os estoques americanos seguem elevados.
Vlamir Brandalizze - Analista de Mercado da Brandalizze Consulting

Podcast

Entrevista com Vlamir Brandalizze - Analista de Mercado da Brandalizze Consulting sobre o Fechamento de Mercado da Soja

Download

 

LOGO nalogo

Nesta quarta-feira (27), o dólar disparou mais de 2% no Brasil, superando o patamar dos R$3,96/kg. Enquanto isso, as cotações na Bolsa de Chicago (CBOT) terminaram o dia perdendo mais de 12 pontos nos principais vencimentos.

Vlamir Brandalizze, analista de mercado da Brandalizze Consulting, diz que a briga de egos entre o Congresso e o Executivo traz insegurança no mercado financeiro. O dólar atingiu os maiores patamares do ano.

Essa questão também causa um temor no mercado norte-americano. Os chineses se abastecem no mercado brasileiro, de forma que o pregão dessa quarta-feira teve um peso maior.

Brandalizze ressalta ainda que deve-se levar em consideração que a próxima sexta-feira (29) irá trazer o relatório de estimativa de área a ser plantada, o que normalmente influencia nas expectativas e liquidações de Chicago.

Nos portos brasileiros, as referências também subiram no dia de hoje. A safra nova voltou a ser negociada. Contudo, o produtor brasileiro acredita que, segurando, terá uma rentabilidade melhor para a soja mais adiante.

Leia também:

>> Soja sobe até R$ 2 no Brasil e bons negócios são fechados nesta 4ª com suporte do dólar

Por: Carla Mendes e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário