Chuva intensa no Pará prejudica início da colheita da soja e atrasa final do plantio no estado

Publicado em 28/03/2019 10:38 e atualizado em 28/03/2019 14:44
490 exibições
Produtores já iniciaram a colheita, que apresenta dificuldades para a realização dos trabalhos e má qualidade dos grãos. O plantio também foi afetado, já que algumas áreas pontuais foram finalizadas apenas na última semana.
Vanderlei Silva Ataídes - Presidente Aprosoja Pará

Podcast

Entrevista com Vanderlei Silva Ataídes - Presidente Aprosoja Pará sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

A safra de soja no Pará já começou a ser colhida em alguns pontos do estado. Porém, as fortes chuvas que caem na região atrapalham não só esses trabalhos de colheita, mas também o término do plantio. Segundo Vanderlei Silva Ataídes, presidente da Aprosoja do Pará, alguns agricultores só conseguiram terminar a semeadura na semana passada.

“Tivemos aqui em Paragominas, em uma noite só, quase 200 milímetros de chuva e isso foi o suficiente para alagar algumas lavouras da região. Alguns produtores que estão colhendo estão com dificuldades de colher seus grãos e começa a aparecer alguns grãos danificados.  Torcemos para que, no início de abril, a chuva dê uma diminuída que vai ser o grosso da colheita”, diz Ataídes.

Diante desse cenário, o presidente da Aprosoja aconselha aos produtores ficarem atentos às previsões meteorológicas para aproveitar as janelas de colheita e realizarem a dessecação na hora correta.

O mercado para a venda da produção também não está favorável no momento. Os preços no Pará giram na casa dos 71/72 reais, um patamar que espreme as margens dos produtores, que já se preocupam com os preparativos para a próxima safra 2019/20, uma vez que os custos de produção seguem aumentando.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário