LEM/BA registra 56 sacas por hectare na colheita da soja, média é menor do que ano passado, mas dentro da média histórica

Publicado em 03/05/2019 10:59 e atualizado em 03/05/2019 13:50
318 exibições
Após chuvas dificultarem os trabalhos, restam apenas entre 1 e 2% da área para serem colhidas. Produtividade média ficou melhor do que as 50 sacas por hectare esperadas antes da colheita e após região sofrer com 3 veranicos e até 30 dias sem chuvas.
Celito Eduardo Breda - Diretor de Grãos do Sind. Rural de LEM/BA

Podcast

Entrevista com Celito Eduardo Breda - Diretor de Grãos do Sind. Rural de LEM/BA sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

Do total da área plantada de soja em Luís Eduardo Magalhães na Bahia, apenas entre 1 e 2% ainda restam para serem colhidos. Esse atraso nos trabalhos foi causado pelas chuvas que caíram na região entre março e abril.

De acordo com Celito Eduardo Breda, diretor de grãos do Sindicato Rural de Luís Eduardo Magalhães/BA, a média de produtividade do município deve ficar na casa das 56 sacas por hectare, dentro da média histórica para a localidade, mas menor do que as 66 registradas na safra 2017/18.

Breda ainda destaca que essa média de 56 sacas por hectare ficou maior do que a expectativa dos produtores antes de iniciar a colheita, devido aos três veranicos que atingiram o Oeste da Bahia nesse ciclo da soja, em que algumas regiões ficaram até 30 dias sem chuvas.

O presidente do sindicato aponta que quem conseguiu antecipar mais vendas, aproveitou um momento com preços melhores para as negociações. Quem deixou para comercializar após a colheita enfrenta preços baixos e tende a aguardar uma possível valorização no futuro.

Confira a entrevista completa com o diretor de grãos do Sindicato Rural LEM/BA.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário