Pará já soma R$ 110 milhões em prejuízos após excesso de chuva e queda da ponte sobre Rio Moju

Publicado em 10/05/2019 11:22 e atualizado em 10/05/2019 12:28
1586 exibições
Dificuldades para escoar a produção e armazéns lotados atrasam ainda mais a colheita de soja que já vinha lenta devido às chuvas. Cerca de 10 mil hectares já foram abandonados sem colheita e trabalhos podem parar de vez caso situação se prolongue.
Vanderlei Silva Ataídes - Presidente Aprosoja Pará

Podcast

Entrevista com Vanderlei Silva Ataídes - Presidente Aprosoja Pará sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

O estado do Pará contabiliza os prejuízos que as chuvas maiores do que a média e a queda da ponte sobre o Rio Moju estão trazendo, principalmente para os produtores de soja paraenses. Segundo Vanderlei Silva Ataídes, presidente da Aprosoja do Pará, já são 110 milhões de reais em prejuízos.

Entre as consequências estão a demora de até três dias para os caminhões levarem a soja colhida até os portos e o enchimento dos estoques do estado. De acordo com Ataídes, muitos armazéns já estão recusando novas entregas de soja e a tendência é de que todos esses espaços fiquem lotados em breve.

Assim, a colheita da safra 2018/19 de soja que já estava atrasada devido às chuvas intensas que caem no estado e atingiu apenas entre 50 e 60% do total de área, corre o risco de ser paralisada de vez e os produtores amargarem ainda mais perdas. O presidente da Aprosoja PA aponta que cerca de 10 mil hectares já foram abandonados sem colheita no estado.

Confira a entrevista completa no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário