Volatilidade na soja deve seguir nos próximos 40 dias até definição da safra nos EUA e como será oferta do grão no 2º semestre

Publicado em 22/05/2019 16:43 e atualizado em 22/05/2019 17:37
2411 exibições
Estimativas apontam para negociação de até 5% da safra brasileira de soja nos últimos 10 dias
Luiz Fernando Gutierrez Roque - Analista da Consultoria Safras & Mercado

Podcast

Entrevista com Luiz Fernando Gutierrez Roque - Analista da Consultoria Safras & Mercado sobre o Fechamento de Mercado da Soja

Download

LOGO nalogo

Nesta quarta-feira (22), o mercado da soja teve um encerramento positivo, com altas por volta de seis pontos nos principais vencimentos. Esse posicionamento veio após o anúncio de que Donald Trump poderia pagar um subsídio de US$2/bushel sobre as sacas de soja vendidas pelos norte-americanos.

Em um primeiro momento, isso seria negativo para os preços. Contudo, Luiz Fernando Gutierrez Roque, analista da Safras & Mercado, ressalta que são fatores técnicos que explicam o movimento volátil do mercado. Enquanto não houver novidades quanto à certeza dessa notícia e dos efeitos do clima nos Estados Unidos, a tendência é que a oscilação se mantenha.

Além disso, os norte-americanos anunciaram uma venda de mais de 130 mil toneladas de soja para um destino não anunciado, o que significa um respiro, mesmo que pequeno, para os estoques elevados. Por sua vez, os fundos esperam uma indicação maior da safra para voltar com mais força à ponta compradora. Roque salienta que não necessariamente a área de milho que não for plantada será convertida em área de soja.

No Brasil, a comercialização fluiu com alta do prêmio, mas há uma expectativa de aumento da demanda para o segundo semestre.

 

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário