Grãos: Safra dos EUA segue sofrendo com excesso de chuvas e área sem ser plantada pode ser recorde este ano

Publicado em 24/05/2019 15:43 e atualizado em 27/05/2019 08:32
6607 exibições
Depois de uma primavera extremamente úmida, o verão no Corn Belt também deverá ser bastante chuvoso e prolongar os problemas do produtor norte-americano. Assim, preços tendem a ficar sustentados em Chicago.
Matheus Pereira e Cristiano Palavro - Diretor e Analista de Mercado da ARC Mercosul

Podcast

Entrevista com Matheus Pereira e Cristiano Palavro - Diretor e Analista de Mercado da ARC Mercosul sobre a SAFRA 2019/20 DOS EUA

Download

 

LOGO nalogo

Nesta sexta-feira (24), o Notícias Agrícolas convidou Matheus Pereira e Cristiano Palavro, respectivamente diretor e analista de mercado da ARC Mercosul, para analisar o cenário para a safra 2019/20 nos Estados Unidos, que começa a sofrer com excesso de chuva, preocupando produtores. Essa questão, bem como as medidas de Donald Trump para amenizar a perda de rendimento, que estão sendo aguardadas, são fundamentais para compreender o impacto para a formação dos preços neste momento.

A ARC Mercosul possui uma matriz nos Estados Unidos e traz informações bem mais próximas, como se estivesse "in loco". Há pessoas no campo coletando dados a cada 15 dias.

Pereira e Palavro contam que este é o pior início de safra dos Estados Unidos. Os trabalhos de campo estão estagnados, com péssima qualidade de germinação. Para a soja, os efeitos devem se intensificar no início de junho, mas o milho possui um potencial de perda de até 36 milhões de toneladas.

Para o produtor brasileiro, esse cenário é favorável. Com a alta dos preços na Bolsa de Chicago (CBOT), bem como o movimento do câmbio e dos prêmios, este pode sair ganhando nessa disputa.

Acompanhe a entrevista completa no vídeo acima

Por: Carla Mendes e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário