Soja: Brasil teria apenas mais 2 mi de t para exportação e negócios seguem fluindo

Publicado em 21/08/2019 17:18 e atualizado em 21/08/2019 18:32
5988 exibições
Volumes que serão comercializados ainda para fora seriam destinados ao consumo interno e mais adiante farão falta. Assim, preços seguem fortes e prêmios ainda atuando no intervalo de 120 a 140 pontos, marcando até 150 nos melhores momentos.
Vlamir Brandalizze - Analista de Mercado da Brandalizze Consulting

Podcast

Fechamento de Mercado da Soja - Vlamir Brandalizze - Analista de Mercado da Brandalizze Consulting

Download

 

LOGO nalogo

Para o fechamento de mercado da soja desta quarta-feira (21), a jornalista Carla Mendes entrevistou Vlamir Brandalizze, analista de mercado da Brandalizze Consulting. Com altas positivas de 4,75 e 5 pontos para os principais vencimentos, o analista vê que este é um momento em que o mercado está construindo posições e que o alvo é chegar ao patamar de US$ 9 por bushel.

No entanto, muitos fatores indefinidos estão dificultando que o preço da commodity chegue a esse patamar. Dentre os fatores estão os números da safra e as condições climáticas nos Estados Unidos. Com relação aos números da safra, o USDA tem sido constantemente contestado por causa dos dados apresentados no boletim mensal de oferta e demanda de agosto.

Ao mesmo tempo, o impasse comercial com a China e políticas públicas definidas pelo presidente americano, Donald Trump, tem tirado a paciência dos produtores rurais americanos. Ele explicou que, mesmo com os subsídios governamentais, os produtores terão prejuízo na safra atual. 

Veja também:

>> USDA retira equipe de tour da safra nos EUA após ameaças a funcionário

Enquanto isso, o produtor rural brasileiro tem encontrado bons preços para negociar a safra velha. Os preços nos portos giram em torno de R$ 86 a R$ 88 por saca, sendo que há vendedores entregando soja agora para receber R$ 90 a R$ 92 / saca em março de 2020. Os prêmios estão no intervalo de 120 a 140 cents de dólar sobre os valores de Chicago, batendo em até 150 nos melhores momentos. O dólar, nesta quarta, mesmo em baixa, segue acima dos R$ 4,00 e sustentado.

Leia mais:

>> Soja: Portos têm referências de até R$ 88/saca com fortalecimento dos prêmios no BR

>> Banco Central vende dólares das reservas pela primeira vez em dez anos

Por: Carla Mendes e Ericson Cunha
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • SERGIO BOFF São João - PR

    Cadê o estoques mundiais da soja??? se no Brasil há só 2 milhões, os outros 300 estão aonde?, esse preço de R$ 90 a 92 não batem com nossa realidade, pois aqui pagam apenas R$ 75 pra março... quem está sendo enganados mais uma vez é o produtor que tem de pagar insumos, sementes, fungicidas dolarizados... alguém teria de fazer alguma coisa para que o produtor brasileiro ganhasse, pelo menos nesse ano, o diferencial com o que está acontecendo nos EUA..., mas, pergunto, quem???

    1
    • Anderson Ricardo Takii Santos - SP

      Muito se fala dos preços da Bolsa de Chigago, mas acredito que o mais importante é a informação dos preços de importação de soja pelo Brasil. Quanto custa o Brasil importar soja? Já contando o custo de frete, qual é o valor da soja que chega aos grandes polos consumidores no Brasil? Quanto o Brasil paga importando trigo da Argentina? O preço do trigo ofertado pelas cooperativas a nós, produtores, é condizente com o preço de importação do trigo? Devido à peste suína e guerra comercial, o preço da soja pode chegar a que valor no Brasil?? (e não em bushel? Por quê o bushel sobe quando o dólar abaixa???. Então, por que se falar tanto em preço por buchel? interessante seria também informar a seguinte equação: soja a 9 dólares o bushel, dólar a 4 reais, isso quer dizer soja no Brasil a que preço? Soja a 9,50 o bushel, dólar a 3,80, isso quer dizer soja a que preço no Brasil ? Espero ter contribuído.

      1