Soja: Mercado brasileiro pode ver oportunidades ainda melhores com disputa acirrada entre exportação e demanda interna a frente

Publicado em 28/08/2019 16:59 e atualizado em 28/08/2019 19:21
3204 exibições
Na safra velha, será difícil o produtor errar na comercialização, diz consultor. Momento é forte e oportuno para o Brasil, mas comercialização da safra ainda é lenta com algumas incertezas rondando o mercado.
Ênio Fernandes - Consultor em Agronegócio da Terra Agronegócios

Podcast

Entrevista com Ênio Fernandes - Consultor em Agronegócio da Terra Agronegócios sobre o Fechamento de Mercado da Soja

Download

LOGO nalogo

Nesta quarta-feira (28), a soja fechou com cotações positivas para os principais vencimentos. A recuperação diante das quedas da sessão anterior, tem mostrado que o sobe e desce dos preços tende a continuar pelos próximos dias. Sobre isso que Ênio Fernandes, consultor da Terra Agronegócios, conversou com a jornalista Carla Mendes. De acordo com Ênio, a variação do dólar é uma das influências para essa oscilação, já que o câmbio da moeda americana impacta diretamente nos preços das commodities.

Ênio diz ainda que os produtores americanos passam por um momento de muita insegurança, já que não há certeza com relação à produtividade das lavouras. O atraso no plantio e a falta de demanda são preocupações constantes em um cenário inédito, o que dificulta ainda mais as projeções do USDA ou do Pro Farmer. Porém, mesmo que a safra seja menor que o esperado, os estoques finais serão um grande limitador dos preços em Chicago.

Para o mercado brasileiro, o consumo interno e a demanda externa darão oportunidades para bons negócios.Com a proximidade do fim do ano, as fábricas terão mais apetite para competir com uma China que continuará demandando por soja brasileira.

Enquanto que para a safra velha há uma certa tranquilidade com relação ao mercado, o mesmo não ocorre com a safra nova. Caso o plantel de suínos diminua por causa da peste suína africana, a demanda chinesa em 2020 poderá diminuir. Por isso, Ênio recomenda que o produtor utilize de estratégia e gestão para se manter com sustentabilidade diante de tantas variáveis.

Por: Carla Mendes e Ericson Cunha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário