Após atraso de mais de 20 dias, Japurá/PR encerra plantio da soja

Publicado em 11/11/2019 11:08
332 exibições
Município sofreu com falta de chuvas, mas expectativa ainda é de boa safra após três ciclos seguidos com perdas pela estiagem. O prejuízo maior deve ficar para a segunda safra de milho em 2020 que terá menos área cultivada e redução no uso de tecnologia.
Geraldo Bortolato - Produtor Rural de Japurá - PR

Podcast

Após atraso de mais de 20 dias, Japurá/PR encerra plantio da soja

Download

LOGO nalogo

Os trabalhos de plantio da safra de soja 2019/20 em Japurá no Paraná demoraram mais de 20 dias para começar, em comparação com os últimos anos. Apesar do atraso, a semeadura no município está praticamente encerrada, restando apenas aqueles que precisaram replantar algumas áreas.

Segundo o produtor rural Geraldo Bortolato, mesmo que fracas, três chuvas durante o mês de outubro possibilitaram a conclusão da semeadura e agora a expectativa é de bom desenvolvimento para as lavouras.

Bortolato conta que no último domingo (10) choveu cerca de 60 mm, a maior chuva do município desde abril, e os produtores esperam boa produtividade nesta safra, após sofrer com perdas pela estiagem nos últimos três ciclos (safrinha 2018, safra verão 2018/19 e safrinha 2019).

Como reflexo deste atraso, os produtores perderam bons momentos de negociação para a próxima produção, mas agora que as lavouras foram implantadas, boas oportunidades aparecem para vendas em até R$ 80,00, um patamar atrativo para comercialização.

O maior impacto ficará mesmo para a segunda safra de 2020, que terá o plantio empurrado para março e pode ter uma área cultivada de milho menor do que o previsto anteriormente, dando espaço para coberturas de inverno. Já quem arriscar no cereal deve aplicar menos tecnologia e obter menos produtividade ao final do ciclo.

Confira a entrevista completa com o produtor rural de Japurá/PR no vídeo.

Lavoura soja Japurá PR

 

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário