Boi Gordo: Pressão baixista perdeu força, mas especulação no mercado é grande

Publicado em 24/06/2015 17:00 e atualizado em 24/06/2015 18:23
395 exibições
Alex Santos Lopes da Silva
zootecnista
Scot Consultoria

A forte pressão baixista que mexeu com o mercado na semana anterior já não tem a mesma intensidade.

Em muitas praças, aliás, os negócios acima da referência ganharam força e voltaram a acontecer em maior volume. A oferta restrita de boiadas corrigiu a trajetória dos preços.

Em Mato Grosso, por exemplo, onde as ofertas de compra chegaram a estar alinhadas em R$ 8,00/@ abaixo da referência, estão ocorrendo negócios, em todas as praças, por R$ 2,00/@ ou R$ 3,00/@ acima da mesma.

São Paulo talvez seja o estado onde a pressão baixista e os testes de preços seguem com maior intensidade. Ao mesmo tempo em que algumas indústrias fazem escalas com boiadas negociadas por R$ 148,00/@, à vista, alguns compradores chegam a ofertar R$ 143,00/@, nas mesmas condições.

A especulação é grande no estado.

Essa ação, de forçar pagamentos menores, mantém, pelo menos, o mercado estável. Com isso, os frigoríficos tem conseguido preservar suas margens em patamares próximos do registrado em 2014, no mesmo período do ano.

A venda de carne está ruim e não tem dado condições para reajuste nos preços.

Clique AQUI e confira as cotações do boi
Fonte: Scot Consultoria

0 comentário