Boi: Em São Paulo, mercado morno à espera do consumo, por Scot Consultoria

Publicado em 30/01/2020 16:57
282 exibições

Felippe Reis

zootecnista

Scot Consultoria

 

A queda de preço ao longo da segunda quinzena reduziu o volume de negócios no estado.A pastagem em boa condição permite aos pecuaristas reter os animais na fazenda, aguardando por preços melhores.

A baixa oferta de boiadas mantém parte das indústrias com escalas enxutas (um a dois dias). Nestes casos, os frigoríficos com programações curtas ofertaram preços maiores nessa quinta-feira.

Com isso, a cotação subiu. O boi gordo ficou cotado em R$190,50/@, bruto, R$190,00/@, com o desconto do Senar e R$187,50/@, livre de impostos (Senar e Funrural).

A alta foi de 0,3% na comparação dia a dia. Entretanto, na comparação com o início da segunda quinzena, o preço recuou 2,3%, o que equivale a R$4,50 a menos por arroba.

Mercado de carne com osso tem alta

A demanda no atacado melhorou, o que resultou em alta de preço da carne com osso. O boi casado castrado está cotado em R$11,77/kg, valorização de 1,3% na comparação dia a dia.

A expectativa de melhora do consumo na próxima semana explica este cenário.

Com a oferta de boiadas limitada, caso o consumo melhore, o mercado do boi pode ganhar sustentação.

Fonte:
Scot Consultoria

0 comentário