Café: Penúltima semana de 2018 com mercado calmo e desinteressado

Publicado em 22/12/2017 17:27
118 exibições

Nesta penúltima semana de 2018, o mercado de café apresentou-se calmo e desinteressado. As cotações em Nova Iorque alternaram dias de alta e baixa e os contratos com vencimento em março próximo acumularam uma pequena perda de 35 pontos. O dólar teve uma semana de alta frente ao real, compensando o recuo do café na ICE Futures US. 

O mercado físico brasileiro pouco trabalhou. Apenas alguns negócios com cafés de produtores que tiveram imprevistos de última hora e quiseram fazer “caixa” rapidamente. Alguns negócios foram fechados para pagamento e retirada no início de janeiro, mas como as ofertas estão em patamares baixos e desestimulantes, o volume não foi grande. 

Já estamos no dia 22 e as exportações neste mês de dezembro não são animadoras. Será difícil passarem de 2,5 milhões de sacas e com certeza não chegarão a 3 milhões. Portanto deveremos encerrar 2017 com embarques ao redor das 30 milhões de sacas, possivelmente entre 30 e 30,5 milhões. 

Como já comentamos em nosso último boletim, nossa safra 2017 foi de ciclo baixo, estamos sem estoques governamentais, e os estoques remanescentes de outras safras, em mãos de cafeicultores, não são significativos. Com esse quadro, nossas exportações de café no primeiro semestre de 2018 devem continuar lentas e abaixo do usual. Mesmo que cresçam a partir da entrada da nova safra 2018, dificilmente retornaremos no próximo ano ao volume exportado em 2016, quando atingimos 34 milhões de sacas. Em 2019 novamente teremos uma safra de ciclo baixo. 

Temos de torcer para que nossa região sudeste tenha boas chuvas nos primeiros três meses do próximo ano. Não é possível imaginar o cenário do mercado de café se em 2018 tivermos mais um ano, o quarto consecutivo, de problemas climáticos. 

Até dia 21, os embarques de dezembro estavam em 1.255.934 sacas de café arábica, 18.847 sacas de café conilon, mais 104.655 sacas de café solúvel, totalizando 1.379.436 sacas embarcadas, contra 1.504.490 sacas no mesmo dia de novembro. Até o mesmo dia 21, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em dezembro totalizavam 2.214.805 sacas, contra 2.468.664 sacas no mesmo dia do mês anterior. 

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 15, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 22, caiu nos contratos para entrega em março próximo 35 pontos ou US$ 0,46 (R$ 1,53) por saca. Em reais, as cotações para entrega em março próximo na ICE fecharam no dia 15 a R$ 528,06 por saca, e hoje dia 22, a R$ 530,51 por saca. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em março a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 185 pontos. 

Fonte: Escritório Carvalhaes

Nenhum comentário