Feijão: Mercado do preto permanece estável. Referência é de R$ 165 no porto de Paranaguá

Publicado em 20/09/2013 16:00
862 exibições

Feijão carioca: A oferta registrada na região do Brás em São Paulo foi de 8.000 sacas com sobras de 6.000 sacas.
As referências foram: R$150 nota 9,5, nota 8,5 R$ 145 e nota 8 R$ R$ 135.

Feijão preto: Mercado anda de lado com negócios em R$ 165 no porto de Paranaguá. O produto boliviano já não agrada a grande maioria dos empacotadores e também chega custando ao redor de R$ 160 nos centros de consumo. 

Feijão caupi: Mercado ocorre com as poucas sobras no Mato Grosso por R$ 50/55,00 para guariba. Demanda para exportação está muito devagar. Índia com problemas decorrentes da desvalorização da moeda e Egito com perturbações políticas e sociais. A eminência de uma guerra com a Síria e indicadores positivos da economia americana empurram no mundo as cotações do dólar para cima o que freia fortemente as exportações.

 

Tags:
Fonte: Correpar

Nenhum comentário