Feijão: As referências do nota 8,5 R$ 135, nota 8 R$ 120 e nota 7 R$ 105,00

Publicado em 18/03/2014 16:00 699 exibições

Feijão carioca: O mercado continua com uma quantidade bastante grande de oferta de feijões intermediários e os preços variam muito. Para nota 7 R$ 70/80 no Paraná e R$ 80/90 em Minas Gerais e em Goiás. Já o feijão nota 8 tem como referência R$ 115/120 FOB MG e GO. Com raras ofertas de produto nota 9 os empacotadores chegam a pagar R$ 155/160 no campo.  A expectativa segue grande com respeito à colheita na região de Vacaria no RS e Campos Novos em SC, contudo as chuvas vêm dificultando e muito o desenvolvimento das colheitas.  A entrada de uma nova frente fria frustrou a todos e as dificuldades de colheita permanecem grandes, uma vez que as chuvas têm sido diárias na região. O feijão colhido não é melhor que nota 8 e ainda úmido, deste modo a comercialização ocorreu ontem entre R$ 155/160. Empacotadores em geral comentam que o mercado esta dentro do comportamento normal. Neste período do mês há uma natural redução nas vendas. Nessa terça feira houve entrada de cerca de 20.000 sacos com sobras de 16.000 as 07h30min. As referências nesta madrugada foram para o nota 8,5 R$135,00, nota 8 R$ 120,00 nota 7 R$ 105,00. 

Feijão preto: Com as boas vendas acontecendo, muito mais como tomada de posição dos empacotadores do que em consequência das vendas no varejo, nesse momento o mercado continua muito firme. Ainda que o Rio Grande do Sul tenha começado a colheita, existem possibilidades que os preços por hora permaneçam firmes. À hora é de aproveitar e ir vendendo. Afinal, por R$ 160/165 FOB fazenda os produtores estão garantindo uma excelente margem. A máxima segue igual “venda quando tem compradores e “acertar no olho da mosca” é difícil. Ainda que os preços continuem subindo mais um pouco, está cada vez mais próxima a colheita da nossa segunda safra que vai muito bem.

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário