Feijão: As referências do nota 8,5 R$ 135, nota 8 R$ 120, nota 7 R$ 105,00

Publicado em 19/03/2014 16:00 672 exibições

Feijão carioca: Depois de um momento de poucos negócios e de preços mais baixos percebeu-se a volta para compras de alguns grandes empacotadores no campo. Provavelmente acreditam ser o momento de repor. Se estiverem certos, na semana que vem terá mais compradores repondo os estoques e se preparando para a “virada do mês” período de reposição do varejo. O que se tem como certo é que não existe feijão 8,5 acima para todas as marcas. Ontem um grande empacotador comentava que a segunda marca vende cada dia menos. Mesmo com uma grande diferença de preços para o produto nota 9 e 10 na prateleira, o consumidor leva para casa a cada dia menos. Isso vem ocorrendo em todo o Brasil. Com essa mudança a reação foi imediata e raros produtores e cerealistas aceitaram ontem vender nota 7, no Paraná, por menos de R$ 85/90, o nota 8 R$ 120/125 FOB MG e GO. Nota 9 aonde houver terá compradores por R$ 155/160. Nessa quarta feira houve entrada de cerca de 24.000 sacos com sobras de 20.000 as 07h30min. As referências na bolsinha foram para o nota 8,5 R$135,00, nota 8 R$ 120,00 e nota 7 R$ 105,00. 

Feijão carioca: Com poucos vendedores e os poucos compradores os preços seguem firmes. Para São Paulo o feijão nacional chega a R$ 190 com prazo e no Rio Grande do Sul a indicação é a mesma, contudo, tem sido reportados negócios por até R$ 195 quando empacotadores grandes necessitam de entrega dentro do mesmo dia na grande Porto Alegre.

 

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário