Feijão: Momento do mercado é histórico para o produtor, mas é necessário cuidado

Publicado em 31/08/2016 18:03 e atualizado em 31/08/2016 18:37
567 exibições
O produtor de feijão carioca vive um momento único na história. Porém há de se ter cuidado.

Na ânsia de vender acertando na mosca, há sempre riscos. Os preços, com suas costumeiras oscilações, hora positivas, hora negativas, muitas vezes trazem frustrações.

Até os muito experientes acabam por esquecer da máxima "a hora de vender é quando estão comprando".

Portanto, não há possibilidade de prever o exato comportamento que haverá durante setembro, mesmo com a provável diminuição do volume colhido.

Vender hoje entre R$ 360,00/400,00 em Minas Gerais e em Goiás é um excelente negócio. No Mato Grosso, os negócios estão acontecendo por até R$ 360,00 por saca de 60 quilos, também.

Ainda no final da noite de ontem, um grande produtor da Bahia vendeu por R$ 400,00, feijão irrigado. Isto é inédito: US$ 2.000 por tonelada.

Na bolsinha, falaram hoje em R$ 410,00/420,00 e R$ 380,00 os "comerciais" e "tem fôlego para mais", acham os operadores.

Nesta manhã, no Brás, foram ofertadas 16.000 sacas e, por volta das 7h, sobravam cerca de 8.000 sacas.

Para saber mais sobre o mercado de feijão acesse o site do IBRAFE
Tags:
Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário