Feijão: Mesmo sem nada mudar os preços recuaram e os produtores aguardam para vender

Publicado em 21/09/2016 18:00 e atualizado em 21/09/2016 19:02
286 exibições

Quem buscou vender ontem, ouviu, em todas as regiões, números ao redor de R$ 300,00 ou menos.

Um produtor experiente comentou que "se for para vender barato, vendo a semana que vem". O raciocínio faz sentido.

Afinal, o que mudou de 30 dias para cá? Nada, a quantidade de feijão disponível é a mesma ou menor.

São Paulo vai colher a partir do final do mês. As áreas que o Estado de São Paulo hoje tem, por exemplo, não são grandes durante setembro.

Certamente, alguns produtores de Minas Gerais, do Mato Grosso e de Goiás vão ter necessidade de vender, afinal não há como esperar em caso de contas que vencem. Mas definitivamente não serão todos.

Ótima oportunidade para quem precisa de feijão para a virada do mês é comprar agora.

Em São Paulo, na região do Brás, houve oferta de 22.000 sacas e sobravam 12.000 às 7h30. Os preços praticados foram: R$ 345,00 para o nota 9,5/9, R$ 325,00 para o nota 8,5 e R$ 315,00 para o nota 8.

Para saber mais sobre o mercado de feijão acesse o site do IBRAFE

Tags:
Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário