Feijão: Mercado com poucos negócios e preços entre R$ 200,00 e R$ 260,00 no interior de SP

Publicado em 11/10/2016 17:20
228 exibições

Ontem ocorreram poucos negócios com preços entre R$ 200,00 para feijão carioca com nota 8 e alguns defeitos até um 9 por R$ 260,00 no interior de São Paulo.

No Brás, em São Paulo, foram ofertadas 18.000 sacas, com sobras de 16.000 às 7h30. Os preços foram R$ 280,00 para nota 9,5/9, R$ 255,00 para nota 8,5 e R$ 245,00 para nota 8.

Fique de olho!

Espera-se 2,5 milhões de sacas de feijão, no total, saindo escalonadamente entre outubro e dezembro.

Fora isso, o Brasil trouxe de fora 53.000 toneladas em agosto e cerca de 54.000 toneladas em setembro, de feijão preto, e tudo foi consumido.

Em outubro, novembro e dezembro chegará muito menos produto de fora, não mais do que 20/30.000 toneladas neste período todo.

Isso tudo lembrando que o consumo do Brasil vai de 120.000 sacos por dia até 170.000 sacos por dia e dependendo do preço.

Chega-se à conclusão de que o produtor, apesar de ser um tomador de preço, pode administrar a venda e não aceitar facilmente preços que, neste contexto, possam ser considerados "baixos".

O feijão-preto que entrou ajudou a abastecer o mercado de cestas básicas, de refeições coletivas e mesmo o varejo em geral, pelo preço mais baixo. Por isso, este fato deve ser considerado também como alternativa quando falta o feijão carioca.

Outro fato é que o varejo baixou o preço do feijão carioca, em geral, a menos de R$ 10,00 por quilo, o que poderá ser um indutor de um maior consumo.

Para decidir a quanto vai vender e o que é preço alto ou preço baixo, acredito que todos os produtores precisam levar em conta todos esses argumentos.

Para saber mais sobre o mercado de feijão acesse o site do IBRAFE
Tags:
Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário