Feijão, por Ibrafe: Mesmo com o mercado lento, o consumo não para

Publicado em 29/08/2017 17:20
240 exibições

Nunca é demais lembrar que cada dia que o mercado fica lento, como ontem, o consumo não para. Seja qualquer número entre 200 e 250 mil sacas, ele continua.

Então, nestes momentos é preciso respirar fundo e lembrar que diferente de até 5 anos atrás, hoje o produtor, se não vende, pelo menos a maioria, não perde com escurecimento. Esta característica retirou do produtor a pressão que sempre ocorria por este fator. Deixou de ser crítico este problema.

Outra situação peculiar é que, como há vários lugares com colheita, o Feijão-carioca foi vendido por R$ 100,00/110,00 na Bahia, R$ 115,00/120,00 em Minas Gerais e em Goiás, R$ 110,00 no interior de São Paulo e ainda R$ 110,00 no norte do Mato Grosso.

Para saber mais sobre o mercado de feijão acesse o site do IBRAFE e a PÁGINA DO FEIJÃO.

​Clique AQUI e veja mais cotações do mercado de feijão.

Tags:
Fonte: IBRAFE

0 comentário