Análise de mercado do feijão

Publicado em 06/05/2010 15:37 e atualizado em 06/05/2010 16:12 1057 exibições

FEIJÃO CARIOCA – Os compradores ontem decidiram observar o mercado e no final do dia começaram a ofertar R$ 10 a menos no Paraná. A qualidade do feijão que foi colhido nestes últimos dias neste estado é muito boa. Foram pagos R$ 125/130 para o nota 7 e até R$ 145 para o nota 8,5. Poucos  lotes foram ofertados verdadeiramente nota 9  que mantém ainda a perspectiva de R$ 165. Em Goiás as ofertas aparecem sem muita força ao redor de R$ 160 nota 8,5.  O mercado tende a sofrer pequenas variações negativas nos próximos 15 dias com o comportamento dos compradores menos interessados,  em virtude da oferta do triângulo mineiro somada a pequena safrinha do Paraná. Nesta madruga a oferta total em São Paulo foi de  21.300  sacas e a venda foi de aproximadamente 5 mil sacas. Os preços para o nota 9 oscilaram  próximos a R$  160.   
 

FEIJÃO PRETO  - Os compradores seguem aguardando, com a expectativa de baixa, que aumente o volume ofertado do Paraná e as ofertas da Argentina. Fazem isto também porque os supermercados diminuíram os pedidos nos últimos dias.   Com a baixa produtividade, consequentemente, como sempre acontece, a qualidade dos feijões ofertados do Paraná e Rio Grande do Sul também está sendo comprometida. Se as previsões de chuvas para a região  produtora forem confirmadas  a colheita atrasará um pouco mais. Os produtores já sabendo que haverá falta de feijão no médio prazo, não estão dispostos a ceder. Porém a qualquer momento a conjunção de feijão mais fraco e necessidade de caixa pode  provocar alguma baixa. No Paraná, a primeira safra segue cotada a R$  78/80  e a segunda em R$ 83/85 FOB,  assim como no Rio Grande do Sul.

mercado atacadista do bras

 

Clique aqui para ampliar!

 

preco pago ao produtor

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário