Análise de mercado do feijão

Publicado em 07/06/2010 16:01 746 exibições

FEIJÃO CARIOCA   7h30 - O mercado de feijão carioca segue com diminuição da oferta de grãos do Paraná. Também diminuiu  a oferta de feijão da região do cerrado que foi plantado em sequeiro. Assim a oferta está concentrada, agora, no triângulo mineiro e interior de São Paulo. Os preços praticados até sexta-feira estavam  ao redor de R$ 120/130 no campo para feijão nota 9. No atacado paulista a oferta total chegou a aproximadamente 32 mil  sacas com venda de aproximadamente 50%. Houve oferta de feijão de excelente qualidade, nota 9,5. O valor vendido chegou a  R$ 150/155.  Já o nota 8 alcançou um máximo de R$ 130. Uma mercadoria muito procurada é o feijão intermediário,  nota 8,5,  que alcançou nesta madrugada até  R$ 142.

10h30 - Há pouco, um  lote de feijão 9,5 foi vendido a  R$ 160 na região do Brás.
14h55 - A Conab confirmou o fim da aquisição de feijão por preços mínimos. 


 
FEIJÃO PRETO  - 7h30 - Com pouca mercadoria de boa qualidade sendo ofertada no mercado interno,  o mercado segue estável internamente. Já da Argentina,  a maioria dos compradores espera baixa de preços, que começaram em US$ 780, no fim da última semana, já chegava a US$ 730 por tonelada na fronteira. O mercado CIF está ao redor de R$ 95.  A qualidade do feijão disponível no Rio de Janeiro voltou a cair no pacote junto com o preço. Algumas empresas insistem em ludibriar o consumidor empacotando feijão T-2 ou T-3 em pacote de T-1. Certamente o selo de qualidade do Ibrafe irá ajudar as empresas com boa qualidade a defenderem seu preço diferenciado.     14h55 -  Na fronteira negócios entre U$730 e U$ 740.

mercado atacadista

 

Preço da Saca de 60 kg

Clique aqui para ampliar!

 

preco pago ao produtor

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário