Leite: Preço pago ao produtor cai 3,7% em novembro

Publicado em 02/12/2016 11:30
66 exibições

O preço do leite pago ao produtor caiu 3,7% no pagamento de novembro, referente a produção de outubro. Foi o terceiro mês de queda. Segundo levantamento da Scot Consultoria, a média nacional considerando os 18 estados pesquisados ficou em R$1,135 por litro, sem o frete.

Em relação a novembro de 2015, o produtor está recebendo 9,6% mais pelo litro de leite, em valores corrigidos pelo IGP-DI. Porém, a margem da atividade continua apertada, já que os custos de produção subiram 12,6% no mesmo período, segundo o Índice Scot Consultoria de Custo de Produção da Pecuária Leiteira.

Persiste a pressão da indústria sobre a cotação do leite ao produtor, com a produção aumentando gradualmente no Brasil Central e região Sudeste e dificuldade de ajustes positivos nos preços nos produtos lácteos no atacado, principalmente para o leite longa vida.

Do lado da produção, em outubro houve alta de 2,0% na comparação com setembro (média Brasil). Os incrementos na região Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste contribuíram para o cenário.

Para novembro, segundo dados parciais, é esperado crescimento de 0,4% no volume.

Cabe destacar que houve queda na produção na região Sul do país em novembro e a expectativa é de que os volumes continuem diminuindo em curto prazo. Este fato deve equilibrar em parte o mercado nos próximos meses.

Apesar do crescimento da produção nacional nos últimos meses, o índice mostra uma produção 0,8% menor que em igual período do ano passado (média nacional).

O pico de produção previsto este ano está para dezembro/16, podendo ser verificado em janeiro/17 em algumas regiões.

Para o pagamento de dezembro (produção de novembro), 76% dos laticínios pesquisados no país acreditam em queda de preços ao produtor, 18% falam em manutenção e os 6% restantes acreditam em alta (todos n região Nordeste).

Para o curto prazo, são esperadas quedas nas cotações em todo o país, com exceção do Nordeste, onde a falta de matéria-prima continuará dando sustentação aos preços, porém, sem força para aumentos fortes.

Para janeiro de 2017, o tom do mercado é de manutenção nas cotações, com um número menor de indústrias falando em queda do leite para o produtor.

No mercado spot, os preços caíram na primeira e segunda quinzenas de novembro. Os valores máximos não ultrapassam R$1,20 por litro em São Paulo, Minas Gerais e Goiás, posto na plataforma.

Segundo o Índice Scot Consultoria de Custo de Produção, a redução foi de 1,1% na comparação com outubro deste ano. Veja na figura 5 a variação mensal do Índice Scot.

Na comparação com novembro do ano passado, os custos de produção da atividade leiteira acumulam alta de 12,6%.   

Fonte: Scot Consultoria

0 comentário