Milho- XP: preços fecham em alta em Chicago e queda na BM&F

Publicado em 24/09/2010 18:07
622 exibições
Mercado pressionado para o milho na sessão de hoje. Com indicador mais fraco o mercado acelerou o movimento de realizações de lucros registrados no decorrer da semana. O retorno das chuvas ao PR, permitindo o início do plantio contribuiu para a pressão de venda nos futuros. As perdas ficaram limitadas, porém, com a movimentação positiva no mercado norte-americano, com os players renovando o interesse especulativo após o mercado ter retornado acima dos U$ 5,00/bushel em meio a novos reportes de baixas produtividades nos EUA, e uma movimentação externa extremamente positiva.

O mercado físico brasileiro tem registrado maior volume de ofertas neste final de semana o que, associado ao menor interesse de compra, tem pressionado as cotações em algumas praças. Na prática, o consumidor trabalha na tentativa de pressionar as cotações com um cenário climático mais favorável e a sinalização de vendas de estoques públicos. 

Em Chicago, a sessão foi de fortes ganhos acompanhando a movimentação das demais commodities agrícolas, metálicas e energéticas, com índice dólar em forte queda. O mercado permanece demonstrando preocupações com relação as produtividades reportadas nas lavouras norte-americanas. O atraso da colheita em função do tempo chuvoso sustentou os prêmios nos últimos dias e contribui ao cenário favorável nos futuros.

Tecnicamente, o fechamento do novembro foi acima da LTA diária nos 25,80, o que manteria o cenário favorável sob este ponto de vista. De qualquer forma, no after o mercado já voltou a sofrer pressão de venda. Com um fechamento abaixo dos 25,80, o cenário complica-se com suportes abaixo em 25,50 e 25,15. Osciladores confirmam cenário de cautela neste momento.

Confira a análise completa: sojamilho2409.pdf

Tags:
Fonte: XP Agro

Nenhum comentário