Soja- XP: mais um dia de perdas na Bolsa de Chicago

Publicado em 29/09/2010 18:05
698 exibições
Mais uma sessão de perdas para a soja. A combinação de vendas técnicas, pressão sazonal de colheita nos EUA, expectativa de vendas de estoques oficiais de óleos vegetais na China e liquidação de fundos frente ao final do trimestre e final de mês implicaram no segundo pregão seguido de perdas para a oleaginosa. Já no noturno o mercado configurava quadro técnico mais negativo acelerando a liquidação de fundos. Na prática, em período de final de mês e trimestre, os fundos embolsam os ganhos para "embelezar" os relatórios e garantir bons bônus aos gestores. Com um posicionamento na compra desde a região de 9,00-9,40, nada mais saudável que uma realização próximo aos 1100. O movimento ganha força com o mercado buscando reduzir o risco frente ao relatório de estoques trimestrais norte-americanos, um relatório que tem como característica surpreender o mercado. 

O anúncio da venda de estoques vegetais na China durante a noite contribui negativamente sobre a pscicologia dos traders, assim como as previsões sinalizando boas condições de colheita para os próximos dias nos EUA. Na América do Sul, modelos controversos, com alguns sinalizando o retorno das chuvas já para a próxima semana sobre o MT, enquanto outros sinalizando que o maior volume ficaria apenas para a segunda semana de setembro. 

Embora o fechamento negativo, nem tudo fora negativo. O anúncio de vendas de 165 mil t dos EUA para a China na noite de hoje, associado a compras comerciais após o mercado ter se sustentado sobre suportes importantes, evidencia o cenário macro ainda favorável ao mercado de soja atrelado a demanda, fluxo especulativo X U$ e incerteza safra sul-americana e briga por área nos EUA. Tecnicamente, o fechamento acima da primeira retração de Fibonacci área de convergência com topo anterior, animou os "touros", mesmo assim, a tônica de cautela ainda permanece no curto prazo. A situação complica-se com a perda do suporte em 1078. Na BM&F maio/11 com cenário similar encontrando suporte em 25,30 e 25,00.

Tendência: leve alta.

Confira a análise completa: sojamilho2909.pdf
Tags:
Fonte: XP Agro

Nenhum comentário