Lavouras americanas apresentam irregularidade e temperatura alta pode piorar condições atuais

Publicado em 26/08/2013 19:51 e atualizado em 26/08/2013 21:49
1010 exibições
Acompanhem relato da repórter Kellen Severo, direto de Illinois (EUA)

Ao percorrer os estados americanos produtores de grãos fica claro como as lavouras estão em diferentes momentos. Há produção de milho com aparência seca, há lavouras bem desenvolvidas e há propriedades com o grão em estágio pouco avançado de crescimento. Para a soja, a situação é semelhante e também não há regularidade nas lavouras. Agora, o clima que já era o foco, se tornou ainda mais relevante e pode mudar totalmente o que pensavam os agricultores do meio-oeste dos Estados Unidos. 
 

Em Ohio, encontramos a produtora rural, Khristie Wilson. Ela afirmava ainda na quinta-feira (22.08), que o clima não deveria atrapalhar a produção que foi feita sem atrasos no plantio, diferentemente do que aconteceu em outros estados americanos. “As culturas estão melhores do que nos últimos dois anos. Nós vamos ter mais bushels para vender, mas com preços menores”, afirmou. 
 

Já em Iowa, a história foi outra. No fim de semana, o produtor John Maxwell já apostava em preços mais altos puxados por perdas nas lavouras americanas. Segundo o americano, o governo dos Estados Unidos está projetando produções mais elevados do que terão. “O governo acha que terá colheita grande, mas eu não concordo. Não terá preços como o ano passado, mas quando perceberem que não tem tanto milho os preços vão melhorar. Já a soja, está sofrendo com o clima e a falta de chuva vai interferir nos preços. Vai ter menos soja do que o USDA projetou – de 8 a 10% menos” apontou. 
 

O clima que sempre foi importante, agora é ainda mais relevante. Os jornais locais americanos dão destaque para as altas temperaturas. As regiões que produzem grãos estão com cores vermelhas e alaranjadas, o que indica proximidade dos 40ºc. Ou seja, o calor vai continuar e nós vamos acompanhar de perto como as lavouras de soja e milho vão responder às altas temperaturas. Nos próximos estaremos em Decatur e Chicago. 

 

Leia aqui o novo relatório semanal de acompanhamento de safra do USDA.

 

 

Tags:
Fonte: NA

0 comentário