Argentina elimina gafanhotos remanescentes e rastreia duas outras nuvens no norte do país

Publicado em 29/07/2020 10:09 368 exibições

Equipes do Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa) seguem coordenando as operações de “rescaldo” contra gafanhotos em Federación, na província de entre Rios. O município, que fica na divisa com o Uruguai e a cerca de 100 quilômetros da cidade gaúcha de Barra do Quaraí, teve entre a última quinta-feira e o sábado (25) aplicações aéreas e terrestres que eliminaram 80% da nuvem que estava no local desde a terça-feira anterior (21).

Segundo o chefe do Programa Nacional de Gafanhotos e Ticuras do Senasa, Hector Emílio Medina, com isso a nuvem foi “quebrada”, não podendo mais se formar. Porém, as equipes locais seguem eliminando pequenos focos de insetos agrupados em pomares e florestas de eucalipto da região. Como as operações que estão previstas para esta manhã, com o uso de pulverizadores costais e tratores.

A nuvem em Federación chegou a ter 15 quilômetros quadrados de extensão em voo. Ela entrou no país em maio, vinda do Paraguai, e durante junto e o início de julho circulou pela província de Corrientes, na divisa com o Brasil e Argentina, colocando os dois países em estado de alerta.

Atualmente, o Senasa segue rastreando duas outras nuvens que entraram no país vindas do Paraguai. Elas estão atualmente na área de divisa entre as províncias de Formosa e Chaco, no norte do país.

Tags:
Fonte:
Sindag

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário