Emater-MG estimula produtores a fazerem análise de solos em Itabira

Publicado em 05/08/2020 15:48 80 exibições
Sucesso da iniciativa superou expectativas de adesão, na metade do período previsto para a campanha


Em Itabira, no Vale do Aço mineiro, a Central de Compras Coletivas de insumos para a agropecuária incorporou, em junho, um novo serviço, que está superando as expectativas de adesão. Para auxiliar os produtores rurais a garantir mais produtividade nas atividades agrícolas e de pecuária, foi criada a Campanha de Análise de Solo. O objetivo é popularizar o uso dessa técnica ainda pouco adotada por produtores de Itabira. Essa análise, feita em laboratório, permite racionalizar o uso de corretivos e fertilizantes, o que garante uma utilização mais eficiente dos produtos. O engenheiro agrônomo Mauro Ferreira, da Emater-MG, afirma que a empresa participa da campanha.

“O produtor está sendo orientado a coletar as amostras e ele encaminha para a Emater ou para a Secretaria de Agricultura aqui do município. E então nós enviamos as amostras, de forma coletiva, para o laboratório. As primeiras análises já foram devolvidas e já fizemos as recomendações necessárias, para que os produtores já estão acessando a Central de Compras para adquirir os insumos, principalmente calcário e gesso agrícola", diz o técnico.

O sucesso da iniciativa foi imediato. Mauro Ferreira conta que a meta de atendimento já foi superada, na metade do tempo de duração da campanha de análise de solo, que começou em junho e vai até o final de agosto. “A expectativa era atingir 50 análises, em um período de três meses, o que iria beneficiar em torno de 35 produtores. Mas, na metade de julho, já tínhamos 55 amostras enviadas ao laboratório, com 40 produtores participando.”
O pagamento das análises fica por conta dos produtores, mas o frete das amostras não é cobrado pelo laboratório. De acordo com Fábio Saez, superintendente de Fomento Agropecuário da Secretaria de Agricultura de Itabira, a redução de custos é uma das vantagens da atuação conjunta dos produtores.

“Tem produtor que precisa de um volume pequeno de insumos, então o frete para ele fica, proporcionalmente, muito caro. Com um caminhão para atender vários produtores, podemos conseguir um preço menor pelo serviço. E a campanha de análise de solos é justamente para complementar esse trabalho da central de compras, e estimular os produtores a utilizarem os insumos corretamente, e no tempo certo”, afirma.

Um dos que aderiram à campanha é Antonio Nazareno de Menezes, produtor de banana e mel, na comunidade do Cubango. Ele diz que, com a análise de solo, pode saber exatamente a quantidade necessária de insumos. “Antes, a gente colocava o produto aleatoriamente, e até podia usar mais do que era necessário, ou seja, estávamos jogando dinheiro fora. Ou então, usando menos, e aí não tinha um bom resultado. E com a compra conjunta, ainda temos um preço mais acessível”, explica.

Assim como a Central de Compras de Insumos, a campanha para incentivar as análises de solo faz parte do Plano de Diversificação das Atividades Econômicas de Itabira. Além da Emater-MG e da secretaria municipal de Agricultura, as ações contam com parcerias da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária e do Sindicato Rural, entre outras instituições locais. No município, a Emater-MG, vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), atende cerca de 300 agricultores familiares, entre produtores rurais e público urbano. As principais atividades agrícolas são a pecuária de leite e de corte, produção de banana, além de mel e madeira de reflorestamento.

Tags:
Fonte:
Emater MG

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário