Código Florestal: Acordo do governo é péssimo para a agricultura.

Publicado em 19/04/2011 09:34 e atualizado em 19/04/2011 17:15 2029 exibições
Por Ciro Siqueira, do blog www.codigoflorestal.com
Na última quinta feira, sobre pressão da presidência e a casa civil, os ministros da agricultura, Wagner Rossi, e do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, chegaram a um acordo e fecharam a posição do governo sobre o Código Florestal. Tive acesso hoje a alguns itens do acordo.

São 14 e péssimos ou inócuos para a agricultura. Wagner Rossi não conseguir se contrapor aos argumentos dos ambientalistas do MMA. Com a anuência de Rossi o governo decidiu manter a exigência de Reserva Legal para todos os imóveis inclusive os pequenos até quatro módulos, mantém as APPs em topo de morro e de encostas. A unica concessão importante foi a anuência com a redução das APPs para 15 em rio até 10m de largura. A Contag e Aldo Rebelo queriam 7,5 metros.

Os verdes do governo tiraram meia dúzia de bodes da sala, como a inclusão das APPs nas RLs e o reconhecimento da irretroatividade da lei. Ou trouxeram novidades que apenas amaciam e tornam menos desconfortáveis para o produtor se submeter passivamente à lei atual.

Conversei por telefone com o Deputado Aldo Rebelo sobre esse acordo do governo. Ele me disse que ainda não havia recebido oficialmente nada, mas que teria ainda hoje a noite, uma reunião com os ministros sobre esse assunto. Ele me disse que o objetivo dele era encontrar uma solução para o problema e que se o acordo dos ministros não resolve o problema, ele não tem como acatar e que qualquer discordância entre o relatório dele o o governo será decidida no voto no Congresso Nacional.

É necessário fazer algumas observações sobre esse episódio. Primeiro é preciso ressaltar a incapacidade dos ambientalistas do governo de entenderem o problema. Por mais que a Minstra Izabela não seja uma ongueira profissional ele depende do apoio ou da indiferença das ONGs para se manter no cargo e a turma de estrupícios que a cercam com o o João de Deus Medeiros e o Bráulio Dias, não dão a mínima para a agricultura.

Segundo é impressionante a incapacidade do Ministro da Agricultura, Wagner Rossi, de se contrapor aos estrupícios de Izabela. Rossi não deveria ter aceitado os temos do acordo. Se não tivesse alternativa deveria ter batido de frente, como fez o ex miniistro Stephannes diante do desvairado do Minc. Entregasse o cargo se fosse preciso, mas jamais poderia ter aceitado um acordo tão prejudicial aos produtores. Rossi se mostrou um péssimo representante dos produtores que deveriam pressionar para substitui-lo por alguém mais capaz, mais forte.

O terceiro ponto é o comprometimento do Deputado Aldo Rebelo com a defesa da agricultura nacional. A peregrinação e o desprendimento dele junto aos agricultores durante as audiências públicas da comissão especial o fizeram perceber o drama do produtor, drama que as bestas de Izabela Teixeira jamais enxergarão. Aldo Rebelo, novamente, é a ultima e unica linha de defesa dos produtores rurais. Estou certo de que ele não será tão frouxo como foi Wagner Rossi.

Aldo Rebelo deve apresentar um relatório diferente do acordo do governo. Resta saber o que o governo fará nessa situação.

Tags:
Fonte:
Código Florestal.com

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

9 comentários

  • Luiz Prado Rio de Janeiro - RJ

    A demagogia, agora, é livrar a cara dos "pequenos". Um velho discurso fascista. Os médios que se danem, já que os grandes sempre terão como se virar e comprar áreas improdutivas para "compensar" a reserva legal. Mas o impacto sobre a economia será grande. A mobilização contínua dos sindicatos e das bancadas dos estados é imprescindível. E a dos prefeitos, que vivem assediados pelo MP para assegurarem a aplicação do "código" - uma leizinha chamada de "código" - também seria muito boa.

    0
  • miguel nunes neto Guajará-Mirim - RO

    O ministro Wagner Rossi não merece mais nosso apoio. Vamos substitui-lo já. Precisamos de pessoas no MAPA que entenda do agronegocio, antes que os xiitas de plantão gritem, agronegocio é todo o nosso sistema de produção, agricultura, pecuária, industria de transformação, industria de maquinas, etc, em fim, quem produz um saco de milho ou dez mil sacos de milho. Total apoio ao relatorio do deputado Aldo Rebelo. Vamos ao voto no Congresso Nacional. Vamos obter um vitoria consagradora com certeza. Engenheiro Agronomo Miguel Nunes Neto - Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Guajará Mirim - Rondonia

    0
  • Mario Sergio de Souza Andrade Cruzília - MG

    Meus amigos produtores, nunca vi tanta incompetência reunida em um só governo. Será que nossos financiamentos também serão reduzidos na mesma proporção em que nos tomam nossa terra? Quero ver quando os preços dos alimentos começarem a subir, se haverá alguma ONG capaz de tratar de todos os famintos do Brasil. Será que estes Pseudo-ambientalistas já fizeram a conta do percentual de aumento dos alimentos? Acho que não, pois eles são financiados por nações interessadas em derrubar nossa agricultura.

    0
  • Luiz Prado Rio de Janeiro - RJ

    Um mal disfarçado fascismo. Vale ver o artigo em www.luizprado.com.br.

    0
  • Lindalvo José Teixeira Marialva - PR

    Esse ministro da Agricultura, fabricado pelos interesses dos paulistas de Ribeirão Preto e pelo vice Presidente da Republica, Dr, Michel Temer, não tem Pedigre para representar os produtores, ta na cara dele, não ta com nada. No primeiro embate ja abaixou as calças para o governo e ainda para uma Izabela Teixeira, Ongueira de primeira, nomeada pelos interesses internacionais das ONGs. Vamos tirar esse tal de Valdir Rossi e colocar o Osmar Dias ou Reinhold Sthefanes imediatamente, esses sim vale a pena confiar.Coitado do pequeno produtor, 20% de sua renda foi pro brejo, ja não ten renda e agora perde 20%, vai ser dificil e o jeito é largar a roça e amontoar nos cantos da cidade grande. Viva o Governo, viva Valdir Rossi, Viva Izabela Teixeira, Viva????????????

    0
  • Luiz Prado Rio de Janeiro - RJ

    "Acordo" nas coxas e numa obscena interferência do Executivo nos assuntos do Legislativo. Parece que bebem ou bem mesmo?

    0
  • Giovanni Rezende Colinas do Tocantins - TO

    Quem esperava algo diferente do Governo do PT deve acreditar, também em Papai Noel e em Coelhinho da Páscoa. Despreparados e irresponsáveis são os melhores atributos que posso reconhecer neles. A política econômica e cambial, o endividamento interno, o crescimento econômico abaixo da média mundial, dentre outros, demonstram os desvaneios que os acometem, e é percebido por qualquer um que lê jornais. A maioria do povo brasileiro vê novelas.

    O Congresso é o único lugar em que podemos encontrar esperanças. Poucas, mas com mobilização é possível modificar a catrástofe anunciada.

    O PT sempre foi covarde. Absteve-se ou foi contra votações importantes no Governo FHC. Ameaça todo o Congresso quando não são satisfeitos seus caprichos, mas não são donos do poder, apenas detentores do mesmo. Eles passarão. A história irá julgá-los, assim como a todos os congressistas desse momento.

    O PT não irá dividir com o congresso, as benesses que usufruirão ao arrebentar com o país.

    Conclamo a todos os congrssistas patriotas, a imprimirem uma derrota de grande vulto para demonstrar que eles é que precisarão de vocês em ocasiões vindouras. A competência para formular o Código Florestal é do Congresso Nacional. Não deixem esse partido, de poucos caciques e de muitos subordinados, sufocarem vocês e destruirem nosso país.

    0
  • Luiz Fernandes Martins Campo Belo - MG

    Somos a maior potência mundial no que se refere à produção de alimentos. Temos no agronegócio a única oportunidade de soberania econômica no mundo. No agronegócio temos a única chance de acabarmos com a miséria e o desemprego no país. Temos que produzir e industrializar alimentos para exportação, manter a indústria de máquinas e implementos. O que então está errado? Está errado sermos governados por sindicalistas, guerrilheiros, ongs, etc. Precisamos de líderes com visão e de punho forte.

    Mas contra fato não há argumento, por isso chegaremos lá. A nação não tem outra opção se quiser sobressair.

    Todavia, deixo claro, que também defendo a racionalidade e a sustentabilidade. Defendo o futuro de nossos descendentes.

    0
  • Almir José Rebelo de Oliveira Tupanciretã - RS

    Grande Ciro! O esquema montado pelas ONGs vem de longa data no Brasil com a função principal de impedir nosso desenvolvimento. Treinar um Ministro do Meio Ambiente que enrole o Ministro da Agricultura já é normal. É desastroso para o Brasil assistir um Ministro da Agricultura que não tem preparo técnico para fazer respeitar a Agricultura Brasileira e poder dizer ao Ministério das ONGs do meio Ambiente que no Brasil quem manda na Agricultura é o Ministro da Agricultura. Falta "Café no Bule". Assim sendo, só nos resta apoiar e rezar pelo "Santo" Aldo Rebelo para que Ele No Maior gesto Patriótico dos ultimos tempos, salve a agricultura e o produtor brasileiro desse ataque de incivilidade patrocinado pelas ONGs que mandam no ministério do Meio Ambiente. Senhores produtores: Ou vamos á Brasília nos defender e defender o Brasil ou viramos Escravos dese esquema criminoso contra nosso desenvolvimento. Não digam que eu não avisei!

    Almir Rebelo

    0