Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão 11/06/21

Publicado em 11/06/2021 13:01 117 exibições

- Algodão em NY - Mais uma semana de alta em NY. Demanda, clima, aumento nas exportações e da inflação nos EUA foram os destaques. O contrato Dez/21 fechou em 88,21 U$c/lp, alta de 3,7% nos últimos 7 dias. 

- Preços - Ontem (10/6) o algodão brasileiro Middling 1-1/8" (31-3-36) posto Ásia estava cotado a 98,25 U$c/lp (+275 pts) para embarque em Out-Nov/21

- Altistas 1 - O relatório de oferta e demanda de Junho, divulgado ontem pelo USDA trouxe mais um (pequeno) aumento na previsão de exportações dos EUA em 20/21 e 21/22, resultando em nova redução nos estoques finais em ambos os anos.

- Altistas 2 - O relatório também trouxe redução na produção Chinesa de 21/22 para 5,8 milhões de tons.  Este ano a região de Xinjiang vem sofrendo com clima adverso e o algodão também perdeu área para o milho no país.

- Altistas 3 - O clima nos EUA continua impactando os mercados. Desta vez, o problema é excesso de chuvas na região do Delta, causando inundações e perdas nas lavouras.

- Altistas 4 - Em Live promovida pela AMPA ontem, os dois palestrantes internacionais Thomas Reinhardt e Bill Ballenden foram muito enfáticos ao afirmar que, com a atual relação de preços fibra/fio, as fiações estão operando com boas margens em toda a Ásia.

- Baixistas - No mesmo evento, Reinhard comentou que o clima continua muito pesado entre a China e os EUA, Europa e Austrália.  Como o país depende muito da demanda de produtos acabados dos EUA, precisamos acompanhar de perto os todos passos desta guerra comercial e hegemônica travada pelas potências.

- Roundtable 1 - Nesta semana, a Cotton Brazil Harvest 2021 Roundtable passou por Bangladesh (responsável por 16% das importações do algodão brasileiro) e Turquia (11%). Nos dois países, a qualidade da fibra nacional foi o principal destaque do evento.

- Roundtable 2 - "A qualidade algodão brasileiro evoluiu enormemente", afirmou Razeeb Haider, diretor da Bangladesh Textiles Mills Association (BTMA), principal entidade da indústria têxtil bengalesa. "Usamos o algodão brasileiro há dez anos e vimos na prática a evolução", declarou Ertugrul Tanriverdi, executivo da Ensar Tekstil, da Turquia.

- Roundtable 3 - O webinar do projeto Cotton Brazil, promovido pela Abrapa, Apex Brasil e Anea, é mais uma iniciativa para promoção do algodão Brasileiro no exterior e contou com a presença de lideranças do setor no Brasil e também com os Embaixadores do Brasil e líderes empresariais nos países compradores.

- Plantio - Os EUA já semearam 71% da área prevista, 12 pontos a menos que ano passado devido ao excesso de chuvas. No Paquistão, já está encerrado nas principais regiões produtivas. Na Índia, graças às chuvas de monções, o plantio já começou nas áreas não irrigadas.

- Oferta e Demanda - USDA divulgou ontem números de oferta e demanda global de algodão. A produção mundial 21/22 foi reduzida para 25,88 milhões de tons, redução de 124 mil tons. O consumo foi ampliado para 26,7 milhões de tons (+231 mil tons). A relação estoque/uso global está prevista para 72,9% em 21/22.

- Agenda 1 - Na semana que vem, mais dois países recebem a Cotton Brazil Harvest 2021 Roundtable. Na segunda (14) será o Paquistão, e no dia 15, a Coreia do Sul.

- Agenda 2 - O algodão brasileiro será promovido no maior evento da China. O programa Cotton Brazil participará da 2021 China International Cotton Conference - evento promovido pela China Cotton Association (CCA), nos dias 17 e 18 de junho, em Suzhou (próximo a Shanghai).

- Colheita - A Abrapa informa o andamento da colheita da safra 2020/21 de algodão no Brasil até ontem (10/6): MG (5%), MS (3%), SP (60%) e PR (70%). Total Brasil: 0,4% colhido.

- Exportações - O Brasil exportou 13,9 mil tons de algodão na primeira semana do mês de junho. Em 2020, foram exportadas 56,7 mil tons ao longo do mês de junho.

Fonte:
Abrapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário