Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão 20/08

Publicado em 20/08/2021 15:21 119 exibições

- Algodão em NY - Após atingir as maiores cotações dos últimos 9 anos na última terça-feira, o mercado se retraiu e fechou a semana em baixa. O contrato Dez/21 fechou em 92,76 U$c/lp, queda de 0,6% nos últimos 7 dias.  

- Preços 1 - Ontem (19/8), o algodão brasileiro estava cotado a 106,50 U$c/lp (+350 pts) para embarque em Out-Nov/21 (Middling 1-1/8" (31-3-36) posto Ásia, fonte Cotlook).

- Baixistas 1 - O Banco Central dos EUA (Fed) demonstrou intenção de reduzir a aplicação de estímulos ainda este ano, o que causou alta do dólar e queda generalizada nos mercados de commodities e ações.

- Baixistas 2 - Após o início da crise causada pela Covid-19, o Fed adotou uma politica monetária expansionista, reduzindo juros, comprando papéis, injetando trilhões de dólares na economia, estimulando consumo e alta dos ativos.

- Altistas 1 - Continua repercutindo nesta semana o relatório mensal de agosto do USDA, que reduziu a estimativa da safra americana deste ano.  A previsão, entretanto, parece inconsistente com as condições das lavouras por lá (67% de boas a excelentes).

- Altistas 2 - Vendas de exportações dos EUA da última semana foram animadoras, ficando em 312.500 fardos, com a China voltando às compras e absorvendo metade do volume.

- Altistas 3 - Os enormes gargalos logísticos atualmente enfrentados no comércio internacional têm forçado as indústrias a estarem mais agressivas no mercado de modo a garantir matéria-prima e a evitar repasse de possíveis novas altas nos fretes.

- China 1 - Apesar da relação de preço estar mais desfavorável ao algodão em relação ao poliéster nos últimos meses, fiações Chinesas têm reportado melhores margens com algodão do que com a fibra artificial. 

- China 2 - Na sexta semana de leilões de algodão da reserva estatal, novamente 100% dos lotes ofertados foram adquiridos pelo mercado.

- Índia - No maior produtor do mundo, já foram plantados 12 milhões de hectares de algodão, 93% do total.

- Bangladesh - Com os enormes congestionamentos no porto de Chittagong, fiações têm buscado cada vez mais algodão Indiano, transportado por terra.

- Austrália - Com o boicote Chinês ao algodão Australiano, o Vietnã assumiu o posto de principal destino das exportações do país da Oceania, seguido pela Indonésia.

- Fretes - Fretes marítimos atingiram o maior valor em mais de 11 anos de acordo com acompanhamento da Baltic Exchange.

- Portos 1 - Em nota divulgada ontem, a ANEA expressou preocupação com limitações logísticas provocadas pela retomada do comércio mundial pós-pandemia.

- Portos 2 - A entidade vê com preocupação a chegada da alta temporada de exportações de algodão do Brasil (Ago-Dez) e pede pela disponibilização de mais navios e containers por parte dos armadores para atender à demanda.

-  Exportações - O Brasil exportou 25,5 mil tons de algodão nas duas primeiras semanas do mês de agosto/21.

-  Colheita - Até ontem (19/8): BA e TO (71%); GO (91%), MA (51%); MG (73%), MS (100%), MT (65%), PI (90%) SP (96%) e PR (100%). Total Brasil: 67% colhido.

- Beneficiamento - Até ontem (19/8): BA e TO (33%); GO (39%), MA (18%); MG (35%), MS (57%), MT (15%), PI (47%) SP (96%) e PR (100%). Total Brasil: 21% beneficiado.

Fonte:
Abrapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário