Aumento na oferta de algodão mantém preços sob pressão

Publicado em 17/08/2011 17:37 449 exibições
Os preços do algodão no mercado doméstico continuam caindo devido ao aumento da oferta e retração da demanda. De acordo com o indicador Cepea/Esalq, divulgado ontem, a queda em relação ao dia anterior foi de 0,84%. Somente neste mês as perdas já somam 5,59%.

De acordo com divulgação do Imea (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária) a colheita no principal Estado produtor atingia até o final da semana passada 71% da área plantada.

No entanto, o setor têxtil brasileiro ainda enfrenta problemas, afastando as indústrias do mercado, informa Henrique Fracalanza, da Cavitex. "O nosso setor têxtil está sofrendo muito com a concorrência de Índia e China, que entram com produtos muitos baratos. Então algumas indústrias ainda estão com turnos reduzidos, e isso faz com que diminua o interesse por algodão. O preço vai cair mesmo que não tenha muitos vendedores", disse.

Para Fracalanza, os preços devem permanecer sob pressão até outubro, com possibilidade de chegar a R$1,60 e devem subir em dezembro e principalmente em janeiro, quando acontece a entressafra.

As crescentes preocupações sobre inundações no Paquistão e a fraqueza do dólar fizeram o algodão disparar na ICE Futures US. O vencimento dezembro fechou a US$107,82 registrando variação positiva de 397 pontos.

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário