Rota 2030 é sancionado pelo presidente Temer; emenda do Deputado Arnaldo Jardim incluiu híbrido flex no programa

Publicado em 11/12/2018 12:46
176 exibições

O presidente Michel Temer sancionou ontem (10) o Rota 2030, novo regime tributário para as montadoras de veículos no Brasil com a contrapartida de investimentos em pesquisa e desenvolvimento de produtos e tecnologias. No Projeto de Lei sancionado foi aprovada uma emenda do Deputado Federal Arnaldo Jardim que permite uma redução de até três pontos percentuais, no mínimo, na alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de carros movidos a motores flex, enquanto o máximo de redução permitido para os demais é de dois pontos percentuais.

Para o presidente da UDOP, Amaury Pekelman, o Rota 2030 é um importante instrumento que pode auxiliar o desenvolvimento de pesquisas que aumentem o rendimento dos motores a combustão, o que pode favorecer, através de seus incentivos, o setor da bioenergia.

"A emenda do deputado Arnaldo Jardim foi crucial para que nosso setor pudesse ser beneficiado por este importante instrumento de fomento ao desenvolvimento de pesquisas para a mitigação da emissão de gases de efeito estufa. Queremos parabenizar o presidente Michel Temer pela celeridade na sanção ao projeto de lei aprovado, bem como ao excelente trabalho do deputado Arnaldo Jardim, grande parceiro de nosso segmento", destacou Pekelman.

Confira a Lei 13.755 de 10 de dezembro de 2018, sancionada ontem pelo presidente Michel Temer, clicando aqui.

Fonte: UDOP

0 comentário