Dólar continuará em queda e poderá chegar a R$ 1,50 até dezembro

Publicado em 29/07/2011 09:11 395 exibições
Nas últimas 24 horas, o editor conversou longamente com o professor Reginaldo Nogueira (Ibmec de Minas), o diretor da Brasoja (Antonio Sartori) e o gestor da Geral Investimentos (Alessandro Barreto), sempre sobre o volátil cenário econômico global e o que ocorre com o câmbio dentro do Brasil.

. O governo acaba de adotar novo remédio para evitar a valorização do real,  com novo aperto sobre os investidores, agora taxando em 25% as posições vendidas de contratos de câmbio que excederem os atuais contratos.

. Nos dois primeiros dias - quarta e quinta - o dólar subiu, mas isto será permanente ? O professor do Ibmec  acha que antes de duas semanas será impossível saber, mas ele é cético e até aposta em novas quedas do dólar. O que ele prevê sobre a cotação:

- R$ 1,50 até dezembro.

. O diretor da Brasoja, Antonio Sartori, foi para o Excel e calculou que o fluxo financeiro global de 2010 chegou a US$ 777,5 trilhões. Depois, dividiu tudo por dia útil e pelo horário bancário, constatando que o fluxo é de U$ 510 bilhões por hora bancária. Para demonstrar que há pouco o que fazer internamente, ele avisou:

- Se o Brasil pegar 1% disto (do fluxo de uma hora) espalhado pelo transcurso de um mês, seriam US$ 5 bilhões. Não é nada.

. O Brasil é refém de um cenário externo adverso e internamente não tem muito o que fazer para impedir que suas taxas obscenas de juros continuem atraindo investidores interessados em ganhos inéditos.

Tags:
Fonte:
Blog do Políbio Braga

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    A maioria dos palpiteiros que deram opinião sobre o mercado de câmbio misturaram motivos de fluxo físico da moeda e cotação do dólar diante de outras modedas. POdem todos ter razão nas conclusões apontadas porém uma unica coisa é liquida e certa: Apostar que amanhã [dia seguinte] o Real (R$) valerá MAIS (+) do que hoje, tem que ser uma 'aposta' e não uma certeza como estava sendo. Utilizando corretamente as ferramentas disponibilizadas especialmente a taxação de 1,0 a 25% os efeitos aparecerão. O que está escrito no 2° § acima [25%] é um limite. A taxa efetiva por enquanto é de 1,0%

    0