Boi MT: Mesmo com bons preços no varejo, renda ainda não é satisfatória

Publicado em 30/09/2014 08:35 304 exibições

Com a margem abaixo do histórico registrado pelo Imea, a situação da indústria frigorífica de Mato Grosso não é das melhores. Em um ano a arroba do boi gordo aumentou 26% ao passo que o ECD (Eq. couro + cortes desossados + coprodutos), 16%, ou seja, há dificuldade da indústria no repasse desses maiores gastos na venda de seus produtos. Além disso, a pesquisa diária do Imea constatou dificuldades na compra de animais. Com a necessidade de aumentar sua lucratividade, a indústria tenta pressionar os valores da arroba, mas esbarra na escassez de animais terminados neste período. Já na ponta final da cadeia, mesmo com o preço dos cortes no varejo 20% mais caro e sua constante elevação nas últimas semanas, o valor da carcaça casada não ultrapassa a barreira dos R$ 8,00/kg. Sendo assim, com boa parte da margem da indústria sendo pressionada pelo varejo, a válvula de escape tem sido as exportações, que têm se mantido firmes.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte:
Imea

0 comentário