Reformulado, programa 'Precoce MS' agrega valor e qualidade ao rebanho

Publicado em 17/01/2017 06:43
69 exibições

Os ajustes técnicos, fiscais e de ordem legal realizados pelo governo do Estado na reformulação do programa Precoce MS, que substitui o Novilho Precoce lançado na década de 1990, buscam agregar, de forma voluntária, atributos de qualidade e consequentemente valor à cadeia produtiva da pecuária de Mato Grosso do Sul. Com lançamento em fevereiro, o Precoce MS aumenta a segurança no controle sanitário e eficiência do animal, valoriza o produtor que utiliza sistemas sustentáveis e oferece uma carne diferenciada ao mercado.

Aumentar o desfrute do rebanho de corte, incentivando a eficiência e a eficácia do produtor rural, premiando com incentivo financeiro a qualidade do produto obtido e o nível do processo produtivo continuam sendo o mote do programa, do qual podem participar produtores rurais de Mato Grosso do Sul que atendam aos critérios exigidos. A informatização das fases de operacionalização, pelo governo do Estado, é uma importante ação que deve garantir maior transparência ao Precoce MS.

As alterações técnicas e operacionais do programa, em discussão com o setor produtivo desde 2015, são a própria síntese da evolução da pecuária – do campo à mesa do consumidor -, nos últimos anos, explicou o secretário estadual de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf), Fernando Mendes Lamas. O esforço conjunto do Estado e entidades representativas, como a Famasul e Embrapa, visa melhorar os níveis de produtividade, onde se configura produzir um animal de qualidade em menor espaço por hectare com bom acabamento.

Leia a notícia na íntegra no site Correio do Estado.

Fonte: Correio do Estado

0 comentário