Boi: Preços futuros finalizam a sessão desta 5ª feira com ganhos na Bolsa Brasileira

Publicado em 24/10/2019 16:58
322 exibições

LOGO nalogo

As cotações futuras para o boi gordo encerraram a sessão desta quinta-feira (24) com valorizações para os principais contratos da Bolsa Brasileira (B3).  O contrato de outubro/19 finalizou o dia cotado a R$ 167,80/@, com um ganho de 0,48%. Já o novembro/19 registrou uma alta de 0,06% e está cotado a R$ 174,00/@. O Dezembro/19 está precificado a R$ 176,25/@ e teve um avanço de 0,40%.

O cepea divulgou hoje o seu boletim semanal em que a produtividade de quilogramas por animal aumentou no segundo trimestre deste ano frente ao três primeiros meses de 2019 e ao mesmo período de 2018. Os dados, divulgados pelo IBGE, mostram que a média da produtividade brasileira (levando-se em conta os abates de boi, vaca, novilho e novilha) no segundo trimestre de 2019 foi de 249,06 quilogramas de carcaça por animal (a maior, considerando-se os segundos trimestres de cada ano), acima dos 246,03 kg/animal observados nos primeiros três meses de 2019.

Leia:

>> Boi: Podutividade brasileira é recorde para um 2º tri

Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o analista de mercado da Agrifatto, Gustavo Rezende Machado, destacou que o diferencial de base está estreito entre os estados. “Assim como está sendo observado em São Paulo, os preços nas demais localidades estão aumento com os frigoríficos em busca de matéria-prima”, afirma.

Assista:

>> Arroba do boi dispara em SP e movimento se repete em outras praças, inclusive com estreitamento nos diferenciais de base

O cenário de alta está generalizado em todo país, isso se deve a baixa oferta de animais terminados combinado com a boa demanda, principalmente da China. No acompanhamento de mercado diário, a XP Investimentos informou que os preços estão em R$ 165,02/@ à vista e livre do Funrural (1,5%), com alta diária de R$ 0,92/@. É a 11ª semana consecutiva de alta pela medição.

O mercado físico de boiada gorda se manteve agitado nesta quinta-feira, impulsionado pela necessidade de compra da grande maioria das indústrias frigoríficas espalhadas pelo País frente a um quadro de insistente escassez de oferta, ressaltou a Informa Economics FNP.

A Radar Investimentos destacou em seu boletim matinal que as programações de abate seguem em ritmo com lento, ao redor do dia 31/10.  No mercado interno, a carcaça ficou estável em R$11,10/kg.

Segundo o levantamento da Scot Consultoria, consumo doméstico um pouco melhor no último trimestre e exportações em bom ritmo cria este cenário. “Para o curto prazo, não é esperada alteração na tendência positiva, com reforço no consumo doméstico com contratações temporárias e primeira parcela dos décimos terceiros salários, em novembro”, afirmou em seu relatório de mercado.

Veja também:

>> Boi: Programações de abate seguem em ritmo com lento, por Radar Investimentos

>> Mercado do boi gordo segue firme nas principais regiões, por Scot Consultoria

Confira como ficaram as cotações para o Boi Gordo nesta quinta-feira:

>> BOI

Por: Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário