Boi: Contrato futuro Janeiro/20 registra um aumento de 4,06% ao longo da semana na B3

Publicado em 01/11/2019 20:21 e atualizado em 01/11/2019 20:52
905 exibições
Volume exportado de carne bovina in natura foi de 160,1 mil de toneladas no mês de outubro

LOGO nalogo

Nesta sexta-feira (01), as referências futuras para o boi gordo encerram o pregão do lado negativo da tabela na Bolsa Brasileira (B3). O contrato Novembro/19 finalizou o dia a R$ 177,00/@, com um ganho de 0,68%. O Dezembro/19 registrou uma alta de 181,30/@ e está próximo de 0,83%, enquanto, o Janeiro/20 terminou o dia com uma valorização de 0,82% e ao redor de R$ 184,50/@.

O vencimento Novembro/19 terminou a semana com uma valorização de 2,05% se comparado com a sexta-feira da semana anterior. No caso do contrato Dezembro/19 esse ganho foi de 3,10% ao longo da semana e o Janeiro/20 teve uma alta de 4,06% se comparada com os preços do fechamento da sexta-feira passada.

Confira o gráfico em que mostra o comportamento dos preços futuros no período de  25/10 a 01/11

Conforme os dados divulgados pela a Scot Consultoria, as quatro praças pesquisadas apontaram valorizações ao longo dessa semana. A região de Goiânia foi a registrou o maior incremento nos preços de 4,42% e fechou a semana com a arroba próxima de R$ 153,50/@, à vista e livre de funrural. A localidade de Cuiabá/MT também teve altas expressivas de 2,66% e está com os preços em torno de R$ 154,50/@, à vista e livre de funrural.

Já na região de Campo Grande/MS fechou a semana com um ganho de 1,28% nas referências para o boi gordo que estão ao redor de R$ 158,50/@, à vista e livre de impostos. Em Barretos/SP, o boi gordo está cotado a R$ 167,00/@ e teve um aumento de 0,91% nas cotações.

Em sua análise de mercado a consultoria apontou que na média de todas as regiões pesquisadas, a arroba do boi gordo subiu 6,0% nos últimos trinta dias, considerando o preço à vista. No mercado atacadista de carne com osso, o boi casado de animais castrados está cotado em R$11,61/kg.Alta de 3,1% na comparação dia a dia e de 11% no acumulado de outubro. 

Leia mais: 

>> Boi: O mercado está comprador, por Scot Consultoria

No aplicativo AgroBrazil, os pecuaristas relataram negociações na região de Nova Olímpia/PR para o boi gordo de R$ 170,00/@, à vista e com imposto sobre a folha de pagamento de 20%. No entanto, não foi especificado se esse negócio era para o mercado interno ou para exportação.

Na região de Rancharia/SP, os participantes informaram negócios para o animal com destino a exportação de R$ 179,00/@, à prazo com oito dias para pagar e imposto sobre 20% da folha de pagamento.

Para saber mais detalhes, confira o aplicativo AgroBrazil AQUI

Em seu boletim matinal, a Radar Investimentos ressaltou que esta foi mais uma semana de alta no mercado físico do boi gordo. A dificuldade de compra persiste e há buracos nas programações da indústria praticamente durante toda a próxima semana.

Confira:

>> Boi: Dificuldade de compra persiste e há buracos nas programações da indústria, por Radar Investimentos

A restrição de oferta segue ditando o ritmo das negociações, dificultando o preenchimento das escalas de abate das indústrias frigoríficas para além de três ou quatro dias úteis. “Um fator que tem sido fundamental para garantir o amplo apetite comprador dos frigoríficos é o forte ritmo das exportações, sobretudo em outubro passado”, destacou a Informa Economics FNP.

Exportações

Nesta sexta-feira, a Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) divulgou que o volume exportado de carne bovina in natura foi de 160,1 mil de toneladas no mês de outubro. A média diária embarcada ficou em torno de 7,0 mil toneladas, um aumento de 18,1% se comparado com o mês de setembro.

Confira como ficaram as cotações para o Boi Gordo nesta sexta-feira:

>> BOI

Por: Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário