Retomada das atividades nas indústrias influenciou no volume de animais abatidos no Mato Grosso, aponta IMEA

Publicado em 30/06/2020 09:16 116 exibições
Perspectivas são de que a utilização volte a apresentar queda diante da baixa oferta de animais

LOGO nalogo

O Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (IMEA) informou que a utilização industrial no estado demonstrou uma recuperação, aumentando cerca de 7,99 p.p. em relação a abril e registrando o valor de 76,83%. “As regiões que mais corroboraram para este aumento na utilização frigorífica foram a sudeste, oeste e noroeste, que incrementaram 13,96 p.p., 13,92 p.p. e 13,04 p.p., respectivamente, no período”, destacou o boletim.

A retomada das atividades nas indústrias influenciou no volume de animais abatidos no estado, na qual registrou um aumento de 27,22% no comparativo mensal, totalizando 436,18 mil cabeças. Já a região médio-norte apresentou forte decréscimo foi de 26,92 p.p. no comparativo mensal, em decorrência da característica de confinamento da região, que até o momento está menor neste ano.

A expectativa do instituto é que a utilização das indústrias volte a apresentar queda, devido à menor oferta de animais observada ao longo das semanas de junho. “Com a diminuição da oferta de animais, as arrobas do boi e da vaca gorda ficaram cotadas nesta semana a R$ 181,22 e R$170,02, respectivamente. Valores 2,49% e 2,23% maiores, na mesma ordem, no comparativo semanal”, relatou o IMEA.

Atualmente, as escalas de abate registraram variação mínima de -0,06 dia no comparativo semanal, ficando cotada na média de 6,70 dias. Além disso, na semana passada, criadores relataram uma maior procura de gado para confinamento. Assim, o bezerro de ano ficou cotado a R$ 1.775,24/cab., acréscimo semanal de 0,72%.

Confira o relatório completo AQUI

Tags:
Por:
Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário