Produção mundial de carne bovina deve recuar 0,8% em 2020, aponta FAO

Publicado em 02/07/2020 10:08 152 exibições

LOGO nalogo

A produção mundial de carne bovina deve recuar 0,8% em 2020 e deve ficar em 72 milhões de toneladas, conforme o relatório dad Organizações das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). As projeções refletem a diminuição do rebanho dos seus maiores produtores de carne do mundo, dentre eles: Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Índia, África do Sul e União Europeia.

A maioria dos países que enfrentam perspectivas negativas de produção sofreu com as interrupções no mercado diante da disseminação do Coronavírus. Segundo a FAO, a produção de carne bovina nos Estados Unidos aumentou no primeiro trimestre do ano. “Com a escassez de processamento de carne está atrapalhando a capacidade das indústrias de abater e pode ter uma contração global de 5%”, afirmou.

A Organização ainda ressaltou que embora um novo pacote de assistência agrícolas aprovado no EUA, justamente para sustentar as atividades de processamento de carne, é improvável que a medida seja suficiente para impedir a contração da demanda doméstica e externa.

Para o Brasil, a organização aponta uma expansão da produção de carne bovina diante do aumento dos preços da arroba e clima favorável que torna o setor atrativo aos pecuaristas.

Por outro lado, as importações de carne bovina pela a China aumentaram para compensar o déficit de proteína animal na Ásia, que foi comprometida pela a Peste Suína Africana. “O aumento das importações de deu pela a habilitação de novos frigoríficos no Brasil, Argentina e Uruguai”, pontua.

Tags:
Por:
Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário