CNA participa de reunião da Cosalfa

Publicado em 31/08/2020 15:47 77 exibições

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou, na quinta (27) e na sexta (28), da 47ª Reunião da Comissão Sul-americana para a Luta contra a Febre Aftosa (Cosalfa), transmitida por videoconferência na Argentina. A Cosalfa é o fórum em que são definidas as estratégias de controle e erradicação da doença na América do Sul.

A CNA representa o setor privado brasileiro na Comissão e o delegado é o assessor técnico da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte, Ricardo Nissen, que acompanhou as discussões. O setor público foi representado pelo diretor do Departamento de Saúde Animal e Insumos Pecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Geraldo Moraes.

Um dos temas discutidos no encontro foi o programa brasileiro de retirada da vacinação contra a febre aftosa. “Alguns países apresentaram questionamentos sobre o tema e o Brasil, por meio do Ministério da Agricultura, mostrou segurança ao esclarecer todos os pontos relativos ao plano de retirada da vacinação e às ações que vem sendo tomadas”, relatou Ricardo Nissen.

Na programação, países como Venezuela e Bolívia falaram sobre seus programas de controle da doença, considerados importantes para o Brasil, especialmente nas regiões de fronteira. Já Argentina e Uruguai relataram que, por enquanto, não têm a intenção de retirar a vacinação.

Outro tema abordado no encontro foi a criação de um banco de vacinas. “Os países reforçaram a importância de se ter um banco internacional para não ficarem na dependência de um ou outro país e o Brasil pode participar dessa ação comunitária”, destacou.

Ainda no encontro, o especialista em saúde animal da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), Luis Barcos, defendeu a revisão das normas do Código Sanitário para os Animais Terrestres da organização, outro ponto positivo do encontro segundo o representante da CNA.

“A última revisão foi em 2015 e uma nova mudança agora vai trazer melhorias nas ações de combate à doença, que trarão impactos importantes para o Brasil”, reforçou Nissen.

Decisões – Entre as principais decisões do encontro da Cosalfa estão: a aprovação do Plano Bienal 2020/2021 com as diretrizes do Programa Hemisférico de Erradicação da Febre Aftosa; o apoio à Venezuela para erradicar a doença e a digitalização do acervo do Centro Pan-americano de Febre Aftosa (Panaftosa).

Tags:
Fonte:
CNA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário